Skip to main content

O que estamos a ver: séries e filmes | 12 março

Ao longo de 2022 partilhámos contigo os jogos com os quais passamos o nosso tempo livre. Existem imensos jogos que jogamos por lazer, para nos entretermos e ajudar a escapar desta dura realidade que causa transtornos a todos. De formas diferentes, todos lidamos com problemáticas similares e os jogos são um sensacional escape.

No entanto, também passamos tempo a ver séries e filmes, desde dramas a comédias e claro, animações, algo do qual já falamos regularmente no nosso site. Agora, para iniciar 2023, decidimos partilhar contigo as séries, filmes e animações que estamos a ver, para que nos possas conhecer um pouquinho mais e saber o que andamos a fazer.

Tal como nos jogos, as séries e filmes que vemos dizem muito de nós e da forma como gostamos de passar o tempo. Temos gostos muito variados e também gostamos de arriscar e espreitar géneros que habitualmente deixamos passar ao lado. Temos os nossos favoritos e aquela série que nos marcou, o que nos faz também sentir vontade de partilhar algumas "experiências" que fazemos, talvez seja melhor dizer "riscos" que tomamos.

Isto não serve para analisar uma série ou filme, apenas para partilhar o que andamos a ver, sem qualquer sentimento de culpa, mas ocasionalmente podemos fazer uma recomendação ou sugerir algo. Tendo em conta o quão precioso é o tempo, talvez até possamos ajudar-te em algumas escolhas.


Ciclismo - Eurosport

Novamente entusiasmado com as provas de ciclismo que estão a decorrer, nomeadamente com a Paris-Nice que está a ser dominada por Tadej Pogacar (UAE Team Emirates), mas com um fantástico desempenho de uma promessa para o futuro, o francês David Gaudu (Groupama-FDJ). Não esquecer que esta prova francesa conta com a participação do vencedor da Volta a Fraça 2022 Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma). Ainda mais de perto, tenho seguido o Tirreno-Adriatico, que conta com a participação do nosso João Almeida (UAE Team Emirates). Esta prova italiana está a ser dominado por outro esloveno, Primoz Roglic (Jumbo-Visma), seguido de muito perto por João Almeida que está a poucos segundos. Estas duas provas de uma semana terminam já no dia de hoje, 12 de abril, e destaco o excelente segundo lugar que João almeida irá alcançar.

Adolfo


There Will Be Blood - TVCine Edition

Em fim de semana de mais uma edição dos Óscares, a TVCine acaba de passar Haverá Sangue (There Will Be Blood - 2007), o filme de Paul Thomas Anderson, com Daniel Day-Lewis no papel principal. É um excelente filme e um daqueles que nos deixa pensar como os humanos acabam por vender a alma ao diabo, por duas vias. Uma pela busca incansável por esse líquido escuro, o ouro negro, capaz de corromper pela ganância, e outra nessas congregações de fé, de arrebanhamento e conquista de almas penadas. É como um sofrimento duplo, concentrado nessas duas personagens, a de Daniel e a de Eli. O brutal final mostra-nos como facilmente se quebra a fé. Com magníficas interpretações e uma realização impecável, é facilmente um dos meus filmes favoritos de sempre.

Vítor Alexandre


Physical 100 (Netflix)

Ver no Youtube

Estou quase, quase a terminar esta série coreana de fitness. É uma competição em que entraram 100 atletas (a maioria sul coreanos, mas havia alguns estrangeiros). No final, depois de várias provas, só sobra um. Olhar para os 5 finalistas é curioso. Havia dezenas de atletas com corpos mais impressionantes (esteticamente falando), mas à medida que as provas foram sendo realizadas, ficou claro que isso pouco interessava.

Jorge Loureiro


Succession (HBO Max)

Ver no Youtube

Esta semana, decidi finalmente começar Succession, uma das séries mais populares e aclamadas dos últimos tempos. Neste momento, estou praticamente a meio da segunda temporada, que conta a história da família Roy, dona de um império mediático, e de todos os problemas associados à gestão (e sucessão) de um negócio desta dimensão. É uma ótima série, sem sombra de dúvidas, mas provavelmente as minhas expectativas estavam demasiado altas e certos momentos deixam um pouco a desejar. De qualquer das formas, tem um dos melhores temas de abertura que alguma vez ouvi!

Jorge Salgado

Lê também