Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

O que estamos a jogar - 5 março

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

5 março de 2022

Olá, estamos de regresso com a nossa rúbrica semanal, na qual falamos de alguns dos jogos que temos jogado nas últimas semanas ou que ainda estamos a jogar. Estes são os jogos que nos entusiasmam e que não conseguimos resistir a jogar, vendo as horas passar a voar.

Há sempre aquele jogo especial que não conseguimos largar, especialmente numa era de jogos que recebem conteúdos e atualizações meses ou anos depois do lançamento. Há sempre aquele clássico que queremos repetir ou até mesmo descobrir pela primeira vez, um guilty pleasure que nos captura sem explicação ou uma ramificação de uma série popular para um novo género que queremos investigar.

Seja numa consola, PC ou até no mobile, há sempre algo que desperta a nossa empolgação e estamos constantemente à procura da próxima grande experiência que nos vai deslumbrar.

E tu, o que tens andado a jogar nestes últimos tempos? Nós queremos saber.


Kirby and the Forgotten Land - Demo

Esta semana continuei a melhorar o meu "score" em Sol Cresta. O jogo da Platinum Games permanece no modo tate, capaz de bons desafios. A novidade foi no entanto para o anuncio da demo de Kirby and the Forgotten Land e imediata disponibilidade. É bom ver a Nintendo facultar demos antecipadamente, algumas semanas antes dos lançamentos, o que permite aos jogadores conhecerem previamente os jogos e ao mesmo tempo é uma decorrência da editora quanto à qualidade do produto. Kirby é uma série que acompanho quase desde os primeiros jogos, nas versões Game Boy e SNES. Nos últimos anos, e até mesmo na última década, conheceu alterações e diferentes mecânicas. De brawlers a jogos side scrollers horizontais, é grande a lista de incursões. Kirby é uma personagem cheia de boas sensações e nesta aventura proporciona boas surpresas. Há algumas ligações aos recentes Super Mario em 3D, mas as mecânicas não enganam e o desafio está lá.

Vítor


Gran Turismo 7

Dando continuação à minha review feita a Gran Turismo 7, mantive-me por lá com as mãos completamente coladas ao volante. Seja para obter todas as taças Gold, deliciar-me com o modo fotografia, saber mais sobre os carros, entrar nos desafios diários, corridas online, apetrechar os carros, criar as minhas pinturas, e muito mais. Há sempre muito para onde nos podemos virar, conteúdo não lhe falta e só mesmo o cansaço físico (jogar de volante é bem cansativo) me conseguiu afastar do jogo. Haja tempo para estes momentos raros no mundo dos videojogos.

Adolfo


FIFA 22

Este ano decidi mergulhar de pés e cabeça no mundo de FUT 22. Após anos a jogar FIFA sem prestar grande atenção a este modo tão popular, preferia focar-me noutros modos, decidi apostar tudo e experienciar ao longo dos meses o que significa o FUT e se realmente precisas gastar dinheiro extra. Após um mês de fevereiro dedicado na sua plenitude ao trading, ganhei um passatempo para passar um mês num Discord a usufruir de preciosas dicas e ajuda, transformei 10 mil FUT Coins em 2 milhões e construí uma equipa que torna muito mais divertido jogar. Descobri que não precisas gastar mais dinheiro real em FUT, mas exige imenso tempo e dedicação.

Bruno


Elden Ring

Continuo com as minhas aventuras em Elden Ring. Já percebi que desenvolvi uma relação de amor / ódio com o título da From Software. Por um lado, tem um mundo aberto absolutamente apaixonante, mas por outro, a qualidade dos confrontos com os bosses oscila bastante. Uma das maiores irritações que tenho é a insistência da From Software em colocar adversários gigantes em espaços pequenos, fazendo sobressair as debilidades da câmera e do sistema de lock-on. Apesar de me ter "passado da cabeça" múltiplas vezes, o mundo aberto, que parece ter sempre qualquer surpresa reservada, até quando voltamos a sítios por onde já passamos, faz-me querer regressar ao jogo. Creio que já estou perto do final.

Jorge Loureiro

Sobre o Autor

Adolfo Soares avatar

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Comentários