Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

O que estamos a jogar - 4 dezembro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

4 dezembro de 2021

Olá, bem-vindo a esta nossa rúbrica semanal, na qual falamos de alguns dos jogos que temos jogado nas últimas semanas ou que ainda estamos a jogar. Estes são os jogos que nos entusiasmam e que não conseguimos resistir a jogar, vendo as horas passar a voar.

Há sempre aquele jogo especial que não conseguimos largar, especialmente numa era de jogos que recebem conteúdos e atualizações meses ou anos depois do lançamento. Há sempre aquele clássico que queremos repetir ou até mesmo descobrir pela primeira vez, um guilty pleasure que nos captura sem explicação ou uma ramificação de uma série popular para um novo género que queremos investigar.

Seja numa consola, PC ou até no mobile, há sempre algo que desperta a nossa empolgação e estamos constantemente à procura da próxima grande experiência que nos vai deslumbrar.

E tu, o que tens andado a jogar nestes últimos tempos? Nós queremos saber.


Big Brain Academy: Brain vs Brain Demo

Esta semana experimentei a demo da mais recente incursão de Big Brain Academy. Está disponível na eShop e permite uma rápida adaptação aos puzzles e exercícios de raciocínio mental. Recordo-me bem do Big Brain Academy, lançado para a Nintendo DS, pouco tempo após o seu lançamento, em 2004. São jogos admiráveis pela apresentação simples mas muito eficaz na construção, ao ponto de qualquer pessoa poder interagir, seja ela versada ou não em videojogos. As sessões de jogo podem ser curtas mas de grande intensidade, em prol dos melhores resultados possíveis dentro de um tempo limite. É um jogo que testa muito bem a nossa memória e raciocínio, de complexidade variável, embora sem se tornar frustrante. Os exercícios facultados pela demo são óptimos para um ponto de partida, um teste breve e recheado de interacções.

Vítor


Dead Space 2

Hoje trago até vocês e pela segunda vez, creio que a memória não me falha, Dead Space 2. Estava a ver a lista de jogos no Xbox Game Pass Ultimate e senti aquele bichinho a dizer-me, volta a jogar, sente na pele como um jogo de terror psicológico e ação deve ser feito. Sim, Dead Space 2 é na minha opinião o melhor jogo da série, consegue manter toda a essência do original, dando passos firmes em aperfeiçoar todo o conceito primitivo. Mesmo depois de todos estes anos, a sensação de ansiedade, medo, angustia e pavor, continuam imaculadamente representadas. Não vejo a hora de colocar as mãos no remake que está a ser preparado nas profundezas da Motive Studios. Só espero que faça justiça aos dois primeiros jogos desta icónica franquia.

Adolfo


FIFA 22 Ultimate Team

Sei que é pecado jogar FIFA, que é um ato visto com maus olhos pela sociedade. É até algo impossível de aceitar entre os mais prestigiados círculos de paladinos do deontológico. FIFA não enriquece o teu ser, não é alimento para a alma e não serve como arma pretensiosa para distinguir o quão obrigatório é conhecer um estimulado intelecto que apenas se entrega às mais requintadas das experiências. Dito isto, sou um tipo básico, se o jogo é divertido tem a minha atenção e FUT em FIFA 22 com amigos é divertido.

Bruno


Skate 3

Subestimei as saudades que tinha deste jogo. Quando o instalei na Series X, pensei que ia jogar apenas uns minutos, no máximo umas horas, para reavivar memórias. Quando ligo a consola, é sempre o primeiro jogo que inicio. Existem tantos spots para fazer truques, tantas combinações possíveis, que podes perder imenso tempo simplesmente a relaxar, sem participar em nenhum desafio do modo carreira. Se há coisa que nunca percebi, é o porquê do mapa estar dividido em três partes individuais. Tanto o primeiro como o segundo skate tinham um mapa contínuo, sem divisões.

Jorge

Sobre o Autor

Adolfo Soares avatar

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Comentários