Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

O que estamos a jogar - 29 janeiro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

29 janeiro de 2022

Olá, estamos de regresso com a nossa rúbrica semanal, na qual falamos de alguns dos jogos que temos jogado nas últimas semanas ou que ainda estamos a jogar. Estes são os jogos que nos entusiasmam e que não conseguimos resistir a jogar, vendo as horas passar a voar.

Há sempre aquele jogo especial que não conseguimos largar, especialmente numa era de jogos que recebem conteúdos e atualizações meses ou anos depois do lançamento. Há sempre aquele clássico que queremos repetir ou até mesmo descobrir pela primeira vez, um guilty pleasure que nos captura sem explicação ou uma ramificação de uma série popular para um novo género que queremos investigar.

Seja numa consola, PC ou até no mobile, há sempre algo que desperta a nossa empolgação e estamos constantemente à procura da próxima grande experiência que nos vai deslumbrar.

E tu, o que tens andado a jogar nestes últimos tempos? Nós queremos saber.


The Legend of Zelda

Esta semana comecei a jogar o mesmo que joguei no final da semana passada; The Legend of Zelda, na versão portátil Game & Watch. Esta pequena consola consiste numa série de clássicos Zelda adaptados à reedição da clássica Game & Watch, as famosas portáteis que antecederam a Game Boy, nas suas múltiplas versões. À Semelhança da Game and Watch Super Mario, lançada pela Nintendo no ano passado, esta edição da série Zelda também é composta por 4 jogos. Virmin é o mais rudimentar, enquanto que os melhores são indubitavelmente The Legend of Zelda e Link's Awakening, na versão Game Boy (saiu o remaster para a Switch há poucos anos). The Adventure of Link foge dos cânones do primeiro, enquanto que a obra original é todo um desafio sobre os moldes da dualidade de mundos (o espaço exterior e as masmorras). É um jogo com um grau de dificuldade aprazível e bastante labiríntico nas masmorras.

Vítor


Dead Space

Uma semana com a cabeça enfiada nas profundezas de Dying Light 2, deixando pouca margem de manobra para outras aventuras e satisfações paralelas às obrigações de trabalho. Obviamente que temos sempre aquele tempinho disponível, entre um bom filme ou série, e também aquele jogo que está sempre na nossa memória. Pois sim, Dead Space foi novamente o eleito, para não destoar na premissa de títulos assustadores. Este clássico da Visceral Games tem-me acompanhado ao longo de todos estes anos de uma espera angustiante por um quarto capítulo. Para já, conforto-me com a certeza do remake do original.

Adolfo


FIFA 22

A chegada da mais recente atualização trouxe melhorias importantes para FIFA 22, cujo gameplay estava mergulhado no ridículo e conseguiu, pelo menos, tirar a cara da lama. A semana da TOTY é o momento de abrir mais packs e esperar que a sorte nos favoreça. Completar desafios de construção de plantel uns atrás dos outros e após mais de 70 packs ganhos a jogar ou nos desafios, não ter nenhum TOTY. Pelo menos saíram agora as Menções Honrosas para um pequeno brinde de consolação a quem não conseguiu uma TOTY. God-like Walker foi um dos escolhidos e terei de arranjar forma de o obter, já que o Leo Bonucci não me serve.

Bruno


Horizon: Forbidden West

Não é para fazer inveja, mas é isto o que estou a jogar. Até 14 de Fevereiro, quando termina o embargo para as reviews, não posso dizer mais nada. Enquanto esperam pela chegada da sequela, podem sempre voltar ao primeiro jogo - o update para 60 FPS na PS5 beneficia a jogabilidade - ou dedicarem-se a outras tarefas que tenham para fazer, de forma a que quando Forbidden West chegar às lojas tenham a vossa agenda completamente livre.

Jorge Loureiro

Sobre o Autor

Adolfo Soares avatar

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Comentários