Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

O que estamos a jogar - 19 março

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

19 março de 2022

Olá, estamos de regresso com a nossa rúbrica semanal, na qual falamos de alguns dos jogos que temos jogado nas últimas semanas ou que ainda estamos a jogar. Estes são os jogos que nos entusiasmam e que não conseguimos resistir a jogar, vendo as horas passar a voar.

Há sempre aquele jogo especial que não conseguimos largar, especialmente numa era de jogos que recebem conteúdos e atualizações meses ou anos depois do lançamento. Há sempre aquele clássico que queremos repetir ou até mesmo descobrir pela primeira vez, um guilty pleasure que nos captura sem explicação ou uma ramificação de uma série popular para um novo género que queremos investigar.

Seja numa consola, PC ou até no mobile, há sempre algo que desperta a nossa empolgação e estamos constantemente à procura da próxima grande experiência que nos vai deslumbrar.

E tu, o que tens andado a jogar nestes últimos tempos? Nós queremos saber.


Grid Legends

Só mais uma corrida. É o efeito dos jogos arcade de condução, acrescentar mais uma corrida e avançar na percentagem de jogo completado, até ao derradeiro desafio. É um óptimo compromisso em Legends, ao proporcionar diferentes categorias em provas compactas e de extremo confronto em pista. Os circuitos citadinos são óptimos para a sensação derradeira de velocidade, mas o mínimo erro pode deitar tudo a perder. A categoria dos GT's é uma das minhas favoritas, especialmente na categoria dos carros de resistência

Vítor


Gran Turismo 7

Novamente em Gran Turismo 7, apesar dos vários problemas e controvérsias desta semana que terminou. Foi uma semana dedicada a corridas online no modo Sport na Corrida C, na fantástica pista Daytona International Speedway. São sempre corridas renhidas onde a concorrência é verdadeiramente feroz. Existem várias estratégias de corrida, onde envolve a troca de pneus e até reabastecimentos. Atingir a meta com uma vitória sabe sempre bem, mas nem sempre é esse o caso, ao mínimo erro a parede torna-se no nosso destino. Muito empolgante.

Adolfo


Horizon Forbidden West

Após esperar quase um mês por melhorias para a imagem do modo performance, cansei-me de esperar e comecei a jogar a sequela da Guerrilla Games. É estranho como o jogo é visualmente espetacular, do melhor desta atual geração, mas os problemas na resolução e cintilação do modo performance afetam imenso a qualidade. Após completar Horizon Forbidden West fiquei com um sabor agridoce. O mundo aberto é lindo e o gameplay divertido, mas aquelas primeiras 10 horas de sono, personagens sem grande desenvolvimento, uma narrativa com pouco apelo (a Regalla é provavelmente das personagens mais mal aproveitadas que vi num jogo) e os inúmeros bugs que quebravam frequentemente a imersão (sem falar no modelo da Aloy a agir constantemente de forma bizarra nos saltos e colisões), não fiquei tão fã deste trabalho da Guerrilla quanto gostaria. Parece um jogo que precisava de mais polimento e de um pouco mais de engenho criativo.

Bruno


F1 2020

Com a nova temporada de Fórmula prestes a começar com a corrida de Domingo, além da série documental F1 Drive To Survive da Netflix, apareceu-me o bichinho para reviver as emoçõesa jogar. Reparei que F1 2020 está no catálogo do Xbox Game Pass e instalei para experimentar. Graficamente fica consideravelmente atrás de outros jogos de corridas mais recentes, mas a jogabilidade está afinada - tive que visitar as definições para desligar algumas ajudas, estava fácil de mais e percebi que o jogo estava a fazer coisas por mim. Não joguei muito, mas foi o suficiente para satisfazer aquela vontade que apareceu.

Jorge Loureiro

Sobre o Autor

Adolfo Soares avatar

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Comentários