Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

O que estamos a jogar - 15 janeiro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

15 janeiro de 2022

Olá, estamos de regresso com a nossa rúbrica semanal, na qual falamos de alguns dos jogos que temos jogado nas últimas semanas ou que ainda estamos a jogar. Estes são os jogos que nos entusiasmam e que não conseguimos resistir a jogar, vendo as horas passar a voar.

Há sempre aquele jogo especial que não conseguimos largar, especialmente numa era de jogos que recebem conteúdos e atualizações meses ou anos depois do lançamento. Há sempre aquele clássico que queremos repetir ou até mesmo descobrir pela primeira vez, um guilty pleasure que nos captura sem explicação ou uma ramificação de uma série popular para um novo género que queremos investigar.

Seja numa consola, PC ou até no mobile, há sempre algo que desperta a nossa empolgação e estamos constantemente à procura da próxima grande experiência que nos vai deslumbrar.

E tu, o que tens andado a jogar nestes últimos tempos? Nós queremos saber.


Ridge Racer V

Às vezes dou por mim a pensar como seria um novo Ridge Racer para a PlayStation 5, desenvolvido pela boa velha Namco. É verdade que os jogos arcade são hoje menos preponderantes e até a Namco parece ter reajustado as suas produções, mas como seria um novo jogo, com aqueles magníficos drifts e velocidades estonteantes nas plataformas da nova geração? À falta desse extra, voltei a um dos jogos que me marcou dentro da série: Ridge Racer V. Se os primeiros para a PlayStation deixaram boas indicações enquanto conversões capazes a partir de consolas 32-bit, Ridge Racer V foi aquele jogo que melhor chegou ao patamar da congénere versão arcade, e por isso ainda é hoje um título bastante aprazível, não obstante os seus quase 22 anos de vida. Foi um dos jogos de lançamento da PlayStation 2, capaz de óptimas sensações em corridas de perseguição dentro da ficcional Ridge City.

Vítor


Ghost of Tsushima Director's Cut

Bem meu caros, este Ghost of Tsushima Director's Cut está a deixar-me doido. Continuo aos empurrões na minha longa jornada por este conto de amor japonês. Infelizmente é apenas desta forma que conseguirei terminar o jogo, com muita persistência e utilizando cada tempo disponível fora do trabalho diário, e das tarefas caseiras mais corriqueiras. Mas é sempre um deleite pegar no DualSense e relaxar no meu sofá, apreciar as belas paisagens que Tsushima tem para oferecer, numa arte visual única acompanhada por mecânicas de alto gabarito.

Adolfo


FIFA 22

Enquanto não chegam os grandes lançamentos deste início de 2022, continuo de volta do FUT 22 para umas partidas ocasionais, sempre encantado com este jogo de futebol que mais parece um jogo de Dragon Ball. Jogadores com 99 de velocidade que correm pelo campo fora como se o futebol fosse uma corrida dos cem metros, ícones que rematam com tamanha força que parecem enviar bolas de fogo que queimam as mãos aos melhores guarda-redes, FUT 22 está melhor a cada nova série de cartas especiais que é lançada. Quem disse que não existe adaptação de Shaolin Soccer para videojogo? A EA está-se a esforçar e muito para fazer deste o pior FIFA em largos anos e o tempo que demora a corrigir os problemas parece mostrar que tudo corre como desejado.

Bruno


Yakuza: Like a Dragon

Continuo a minha aventura pelas ruas de Yokohama, gostando cada vez da abordagem que o Ryu Ga Gotoku Studio teve com este título. Não sou pessoa de jogar muitos RPGs, mas caramba, estou a adorar tudo - a personalidade e carisma de Ichiban, os seus companheiros de party, o sistema de combate, os diversos mini-jogos e histórias secundárias, e a banda sonora energética que acompanha a acção. Levo 13 horas e sinto que ainda falta muito para o final. Não tenho pressa, confesso, quero saborear tudo o que este jogo tem para dar.

Jorge Loureiro

Sobre o Autor

Adolfo Soares avatar

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Comentários