Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

O Game Pass é um modelo difícil para jogos como The Callisto Protocol, diz o estúdio

Financeiramente é complicado para o estúdio.

Apesar da esperança de muitos subscritores do Game Pass em ver The Callisto Protocol estrear no serviço, a Striking Distance Studios não o vê como um modelo financeiramente viável para o estilo de jogo que desenvolveram.

Mark James, responsável pelo departamento tecnológico do estúdio, falou com o TrueAchievements e questionado sobre uma estreia Game Pass para The Callisto Protocol, explicou que é complicado para um estúdio independente apostar numa estreia no serviço.

“Penso que esses serviços estão construídos para jogos em mundo aberto e multijogadores repetitivos. Penso que jogos como esses sobrevivem bem nesse serviço.”

“A Microsoft tem os seus jogos singleplayer dentro do serviço e ainda acredito que veremos os estúdios da dona a fornecer jogos singleplayer para eles. Apenas digo que, como modelo financeiro, é difícil de resultar enquanto estúdio independente.”

James não diz nunca à entrada de The Callisto Protocol num serviço como o Game Pass, mas diz que enquanto estreia não é financeiramente viável para a Striking Distance.

Anteriormente, Glen Schofield, diretor, disse que o seu jogo precisa de tempo no mercado antes de pensarem em surgir no Game Pass, apesar dos inúmeros pedidos por isso.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários