Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Novo Syndicate em produção

Primeiras imagens e informações do jogo.

Depois de muitos rumores, o novo jogo da série Syndicate, um original dos antigos estúdios Bullfrog de Peter Molyneux, está em produção e já temos as primeiras imagens e informações.

O anúncio foi feito sem querer na loja online da Electronic Arts, no Origin, e antes era conhecido como Project Redlime, em produção nos estúdios Starbreeze, responsáveis pelo jogo The Darkness II.

Diferente do original de 1993, o novo Syndicate será um shooter(FPS) de ação, o primeiro era um jogo em visão isométrica, de ação táctica militar.

Em Syndicate, somos os chamados Agent, e representamos os Sindicatos mais poderosos do planeta. Ainda me lembro de limpar as ruas de diversas manifestações.

Agora, no reboot, somos Miles Kilo, o agent da organização Eurocorp, isto no ano de 2069.

O enredo foi escrito por Richard Morgan, o mesmo que escreveu por exemplo o de Crysis 2, para a Crytek, e leva-nos para um ambiente de ficção cientifica.

O jogo dará um poder especial ao jogador, através do chip DART6, que permite ligação com o Dataserve, uma espécie de porta para um mundo digital.

Com este poder, chamado também de Dart Vision, podemos abrandar o tempo e ver através de paredes.

Em termos de gameplay e modos, podemos jogar até quatro jogadores em cooperativo, com nove missões do original Syndicate, agora em modo shooter de ação.

Podemos também contar com armas personalizadas e que são melhoradas com o tempo.

Já poderão ver em baixo as primeiras imagens do jogo, e apesar de não terem sido anunciadas as plataformas, podemos esperar que este seja um projeto multiplataformas para PS3, Xbox 360 e PC.

Dos nossos leitores, quem jogou o original Syndicate? Se sim, partilhem a experiência e o que desejam ver neste novo jogo.

Marcado com

Sobre o Autor

Jorge Soares avatar

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Comentários