Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Nada foi cortado em Batman: Arkham City

Limitações técnicas não minaram Rocksteady.

A Rocksteaky, produtora de Batman: Arkham City, contou que não deixou que as limitações técnicas minassem a visão que tinham para o jogo.

"Quando nos sentámos pela primeira vez e perguntámos o que queríamos fazer com este jogo, colocámos uma série de ideias sobre a mesa que nos levariam a fazermos o melhor jogo de Batman até à data. Pois bem, todas as essas ideias estão no jogo, nada foi retirado," citou o realizador do jogo, Sfeton Hill, ao Eurogamer.

"O pessoal da equipa técnica fez um trabalho fenomenal. Têm todo o nosso crédito porque há uma série de coisas que não teríamos podido fazer. Nós não fazemos a tecnologia pelo simples facto de fazê-la, a tecnologia foi sempre para criar uma cidade realmente viva," assinalou ele.

"A criação de uma cidade como Arkham foi um feito técnico formidável. Todas as equipas tiveram que fazer uma grande quantidade de trabalho para conseguir este jogo e optimizá-lo para que corra a 30 fps em todas as secções, para além de ter uma cidade muito rica em detalhes," concluiu.

Marcado com

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários