Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Midway prepara-se para os encerramentos e demissões

Newcastle fechado, San Diego será em breve e Chicago continua sem destino.

Como todos sabemos a Midway declarou falência e acabou por ser comprada pela Warner Bros. depois de um certo número de litígios. No entanto a Warner estava apenas interessada em parte dos recursos, marcas e funcionários da companhia, que adquiriu por 33 milhões de dólares. O resto das propriedades intelectuais e outros recursos estão no ar, e a Midway ainda não anunciou o que irá fazer com eles.

Em concreto o destino do estúdio de Chicago ainda é incerto. No entanto fontes próximas da companhia apostam em despedimentos iminentes para todos os trabalhadores que não tenham entrado nos estúdios comprados pela Warner Bros.

Desta forma, os despedimentos não afectaram os estúdios encarregados das séries adquiridas pela Midway, principalmente a série Mortal Kombat, uma das grandes marcas da companhia.

Relativamente aos britânicos dos estúdios de Newcastle, a companhia confirmou o seu encerramento, que se fará de forma efectiva dentro dos parâmetros que impõem a legislação do Reino Unido, depois de avisar os seus funcionários.

A Midway tentou vender o estúdio, mas não conseguiu cativar um comprador interessado. Cerca de 80 funcionários perdem assim o seu emprego, e o destino do jogo que revelaram como uma tentativa de suscitar interesse entre as editoras, Necessary Force, é incerto.

O estúdio de San Diego também não entrou na compra da Warner, e segundo o que se sabe através de documentos da Securities and Exchange Comission a Midway planeia encerrá-lo brevemente.

Neste estúdios estão cerca de 20% dos funcionários da companhia, e isto vai implicar o cancelamento do jogo que estavam a desenvolver e que ainda não tinha sido revelado. Esta situação foi comunicada aos funcionários no dia 1 de Julho e segundo as leis californianas para despedimentos em massa, o estúdio será fechado dentro de 60 dias, a não ser que apareça alguém que faça uma oferta de compra.

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários