Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Microsoft pensou em oferecer gratuitamente a primeira Xbox

E comprar a Nintendo foi outra das possibilidades.

Lorne Lanning, o criador de Oddworld, contou que uma das razões pela qual ele decidiu abandonar a PlayStation e escolheu fazer de Oddworld: Munch's Odyssee um título de lançamento para a Xbox, era porque na altura a Microsoft falou sobre possibilidade da sua consola ser distribuída gratuitamente.

Lanning explicou ao GamesIndustry que antes da Xbox ter sido lançada no mercado, a Microsoft abordou-o com o plano de utilizar Oddworld como um "killer app" para competir directamente com a Nintendo.

"Na altura a Xbox penso que o mercado principal seria o casual. Iriam ser uma máquina para os jogadores casuais. E por isso abordaram-nos, porque disseram 'pensamos que vocês têm algo que pode competir no espaço de Mario, e acreditamos que Mario é o que tem de ser aniquilado... Vemos esse espaço. Queremos esse público. Adoramos Oddworld portanto porque é que não apanhas este comboio? E talvez possamos dar a Xbox de graça," explicou ele.

Como é sabido essa ideia nunca chegou a realizar-se, no entanto essa não foi a única ideia descartada durante o desenvolvimento da Xbox. Seamus Blackley, co-criador da consola, comentou que teve de lutar contra muitas pessoas que se aproximaram do projecto com tentativas estranhas: desde forçar o uso do Windows na Xbox, até comprar a Nintendo.

"Nos primeiros dias da Xbox, especialmente antes de descobrirmos como ter luz verde para o projecto como uma consola de jogos, toda a gente que via o novo projecto dizia que ela devia ser gratuita, teria de alguma forma ser forçada a correr o Windows depois de algum tempo no mercado," disse Blackley.

"Digam uma ideia, digam-me uma má ideia e podem ter a certeza que tivemos de lidar com ela," disse ele sobre o facto de algumas pessoas terem dado a ideia de que a Microsoft deveria comprar a Nintendo.

Blackley contou que todas essas ideias foram descartadas e que a equipa da Xbox acabou por conseguir desenvolver uma excelente consola que ficou marcada com a presença de uma nova era de first-person shooters nas consolas com o lançamento de Halo. A isso juntou os alicerces de um serviço revolucionário chamado Xbox live.

Marcado com

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Contributor

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários