Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Marvel's Spider-Man Remastered (PC) review - A melhor aranha

A versão que tem todas as funcionalidades que poderias pedir.
Eurogamer.pt - Recomendado crachá
É a melhor versão, bem optimizada para PCs com diferentes níveis de hardware, e com um extenso leque de funcionalidades. É também o melhor jogo do Homem-Aranha.

Actualização a 12/08/22: Depois de publicarmos esta análise, o jogo recebeu mais uma actualização e a Nvidia lançou novas drivers (516.94), o que optimizou ainda mais o desempenho do jogo. Neste momento conseguimos correr com as configurações no máximo e ray-tracing ligado na RTX 3070, com 60 FPS como alvo.


A PlayStation continua a deliciar os jogadores do PC ao lançar os seus exclusivos na plataforma, algo que, até há poucos anos, nunca pensaríamos vir a acontecer. Até agora, contamos quatro jogos com este tratamento, nomeadamente Horizon: Zero Dawn, Death Stranding, Days Gone, e God of War. Em breve, a 12 de Agosto, junta-se mais um à lista: Marvel's Spider-Man Remastered.

Marvel's Spider-Man foi lançado originalmente em 2018 na PS4, plataforma na qual foram vendidas mais de 20 milhões de unidades. O sucesso foi de tal forma gigantesco que a PlayStation apostou numa versão remasterizada para a PS5, disponível apenas na Ultimate Edition de Spider-Man: Miles Morales. Agora, essa mesma versão remasterizada vai ser lançada para PC, com um leque de funcionalidades expandidas.

Uma das coisas que costumo dizer é que os melhores jogos são aqueles que resistem à erosão do tempo. Provavelmente já te aconteceu, regressar, passados uns anos, a um jogo que adoraste e perceber que não é tão bom como recordavas. Marvel's Spider-Man passa com condecorações nesse teste. As funcionalidades extra da versão PC são uma grande ajuda. A versão original para a PS4 corre com 30 fotogramas por segundo; no PC, o rácio de fotogramas está desbloqueado e podes ir até 120, 144, ou até mais FPS se o teu hardware permitir.

Optimizado para correr em PCs modernos e antigos

Quando se fala na versão PC de um jogo, o primeiro pensamento é colocar todas as configurações gráficas e de desempenho no máximo, algo que tipicamente apenas é possível para quem tem hardware de topo. A realidade da maioria dos jogadores do PC é hardware de média ou até baixa gama. Assim sendo, o mais importante deixa de ser levar o jogo aos seus limites, passando a ser mais importante a otimização para hardware razoável.

Para este teste, instalei o jogo no meu portátil HP Omen com 5 anos. Está equipado com uma GTX 1060 (6GB), um Intel Core i7 7700HQ, e 16GB de RAM (2400 MHz). O jogo correu sem problemas, depois de baixar as configurações gráficas para o nível baixo e definir a resolução para 1080p. Com estas escolhas, não foi suficiente chegar perto dos 60 FPS, mas não deixa de ser impressionante que seja possível jogar com qualidade razoável num hardware tão datado.

Ray Tracing ou rácios de fotogramas mais elevados, eis a questão

Mesmo num PC moderno, e agora já estamos a falar de uma caixa equipada com uma RTX 3070 e um AMD Ryzen 5, é difícil correr Marvel's Spider-Man Remastered no máximo, isto se quiseres ter o ray-tracing ligado, sem dúvida, a opção que mais recursos consome. É possível escolher vários níveis de ray-tracing, mas no nível máximo, os reflexos em todas as superfícies tornam-se perfeitos. Para tirar fotografias ou capturas de ecrã é brutal, mas na jogabilidade não há um impacto palpável.

Apesar daquela tentação de aumentar as opções gráficas, após umas horas a experimentar a versão PC, dei por mim a baixar as opções para atingir rácios de fotogramas mais elevados. Depois de jogares a 120 FPS ou mais, não há volta a dar. Como passas a maior parte do tempo a percorrer Manhattan a elevadas velocidades, de teia em teia, a fluidez da jogabilidade impera aqui. A qualidade dos reflexos é, ultimamente, pouco importante porque nem vais reparar neles a maior parte do tempo.

Não me entendas mal, meter todas as opções no máximo e ultrapassar a barreira dos 120 FPS é o cenário ideal, todavia, é uma realidade que poucos vão conseguir alcançar devido ao hardware necessário para atingir essa qualidade.

O melhor jogo do Spider-Man

Pondo de parte a conversa técnica e focando-me mais no jogo em si, esta é a melhor representação do homem-aranha em videojogo. Não consigo parar de elogiar o trabalho da Insomniac Games (e já agora, o trabalho da Nixxes, que fez esta versão para PC). Os segredos estão na jogabilidade e na insuperável navegação por Manhattan. O combate deixa-te fazer ou usar todas as acrobacias, golpes, e engenhocas do homem-aranha. Há imenso ADN aproveitado do combate freeflow de Batman Arkham, mas a Insomniac Games tem o mérito de ter conseguido adaptar esse estilo ao homem-aranha na perfeição.

Mas a minha parte favorita, e da qual não me canso, é baloiçar de teia em teia. A sensação é maravilhosa e inigualável. Cair em queda livre para, no último segundo, sacares uma teia e passar rentinho ao chão, é tão divertido na primeira como na vigésima hora de jogo. Apesar de haver bastante repetitividade associada às actividades secundárias (sobretudo os coleccionáveis como as mochilas e fotografias de monumentos e sítios importantes), a sensação de diversão e adrenalina que o jogo dá-te é tanta que acabas por regressar para mais.

Repara no detalhe dos reflexos ray-tracing na superfície de vidro.

Vale a pena adquirir esta versão para quem já jogou?

Para quem nunca jogou Marvel's Spider-Man, não há outra resposta possível: vale a pena adquirir a versão para PC, é a derradeira versão, com todas as funcionalidades que poderias desejar: vozes em português, suporte para o DualSense, monitores ultra-wide, framerate desbloqueada, e tecnologias da Nvidia como DLSS e DLAA.

Se jogaste na PS4 e adoraste, esta versão para PC é tão superior que justifica a sua aquisição. No caso daqueles que jogaram a versão remasterizada da PS5, a resposta não é tão preto no branco. A versão PS5 já tinha 60 FPS e suporte para reflexos ray-tracing, pelo que a versão para PC só se justifica se tiveres um PC com um hardware muito capaz para superar o desempenho da PS5.

Recomendamos que leias também a review à versão original de Marvel's Spider-Man.

Prós: Contras:
  • É a melhor versão de Marvel's Spider-Man
  • Suporte para o Dualsense da PS5
  • Opções gráficas alargadas para personalizar a qualidade
  • Bem optimizado para diferentes níveis de hardware
  • Vozes e legendas em Português de Portugal
  • Há texturas e objectos intermitentes ao longe
  • Os objectivos secundários são muitos e tornam-se repetitivos

Descobre como realizamos as nossas análises, lendo a nossa política de análises.

Sobre o Autor

Jorge Loureiro avatar

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Comentários