Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Mais de 350 pessoas vão trabalhar na sequela de Cyberpunk 2077

Podem chegar a 500 pessoas.

A CD Projekt Red anunciou que Orion é o nome de código para a sequela de Cyberpunk 2077, um dos 5 projetos que a companhia polaca tem nas mãos e que será desenvolvido dentro de uma nova era, criada a partir das lições aprendidas com o desenvolvimento deste seu recente esforço.

Paweł Sasko, principal designer de missões em Cyberpunk 2077, partilhou esta semana que, juntamente com os principais criativos desse jogo, se mudará para Boston, nos Estados Unidos, onde criará um novo estúdio para trabalhar em Orion.

Piotr Nielubowicz da CD Projekt Red revelou numa apresentação aos investidores (Obrigado GamingBolt) que a companhia prevê contratar entre 350 a 500 trabalhadores para desenvolver Orion em Boston e Vancouver. Além disto, o projeto terá o apoio de trabalhadores em Varsóvia, na Polónia.

Nielubowicz usa Cyberpunk 2077 como referência e diz que para futuros projetos de similar escala, o número de pessoas necessárias poderá chegar às quinhentas, especialmente porque querem evitar erros do passado.

Apesar do anúncio de Orion, sequela para Cyberpunk 2077, a CD Projekt Red não revelou previsão de lançamento e tendo em conta que ainda vai terminar a expansão Phantom Liberty antes de arrancar com o estúdio em Boston, poderemos esperar muito tempo até o vermos.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários