Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Líder da EA sofreu corte de 20 milhões de dólares no salário anual

Battlefield 2042 desequilibrou o efeito positivo de FIFA 22 e Apex Legends.

Andrew Wilson, líder da Electronic Arts, viu o seu salário anual ser reduzido de 39.2 milhões de dólares para 19.9 milhões de dólares, cerca de 20 milhões de dólares a menos do que ficou acordado no ano passado.

Os investidores e acionistas votaram que os executivos da EA ganhavam demasiado dinheiro em prémios e a companhia disse que iria efetuar mudanças significativas, algo que foi agora comunicado.

Segundo avistado pelo Axios, a EA tomou mesmo medidas e Wilson ganhou a maioria do seu dinheiro devido a ações no valor de 18 milhões de dólares. No entanto, Wilson recebeu um aumento de 3.2% no seu salário base, recebendo 1.3 milhões de dólares por ano, aumento que a EA diz estar em linha com os méritos pela boa performance.

A EA diz que os seus executivos ganharam este aumento pois cumpriram com o estipulado e lançaram os jogos nas datas anunciadas, aumentaram a diversidade dos funcionários e a satisfação geral, enquanto os serviços vivos e interação online cresceram imenso.

FIFA 22 é o melhor FIFA de sempre e Apex Legends é um dos serviços vivos de maior sucesso nesta indústria, desempenhos espetaculares para a EA que foram desequilibrados pelo mau desempenho de Battlefield 2042.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes