Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Kid Icarus: Uprising

Asas para que te quero.

A 3DS representa para a Nintendo uma excelente oportunidade de trazer ao de cima séries que já não viam a luz do dia há muito. Nesta E3 fomos surpreendidos por Luigi’s Mansion, mas na E3 do ano passado houve também uma surpresa, que foi Kid Icarus: Uprising. Há bastante tempo que não tínhamos notícias de Pit e companhia, desde o lançamento de Kid Icarus: Of Myths and Monsters para o Gameboy que desapareceu por completo.

Devido ao longo período de espera, Kid Icarus: Uprising é um título muito aguardado pelos fãs dos dois primeiros jogos. É ainda um dos títulos mais promissores no apetitoso catalogo da Nintendo 3DS, por isso não hesitamos em experimentar o jogo mais uma vez na nossa visita à Nintendo Portugal.

A demonstração a que tivemos acesso começa com uma breve introdução (mesmo muito breve) com Palutena a explicar o que está a acontecer, a Medusa está de volta e temos que confrontar mais uma vez as forças do mal. Outra das coisas explicadas por Palutena, é que com os seus poderes consegue garantir a Pit umas asas mágicas que permitem voar. Mas é algo apenas temporário, passados cinco minutos, as asas desintegram-se e Pit tem que aterrar no solo.

Os níveis parecem ter sempre início com uma secção de voo, seguindo-se então uma secção no solo. Antes de avançarmos para qualquer seguinte, é pedido ao jogador para escolher uma arma, existe um arco, uma espada, garras, um bastão, um canhão, duas esferas flutuantes e uma tatuagem na palma da nossa mão (permite lançar ataques de energia)

Como seria de esperar, as armas contam com vantagens e desvantagens. Para aqueles que procuram algo mais equilibrado e capaz de lidar com todas as situações, a espada será a melhor escolha. Pessoalmente, adorei as garras. São capazes de ataques rapidíssimos e elevados danos, o ponto negativo é que o seu alcance é curto. O arco é também um excelente opção, caso precisem de atacar a curtas distâncias, divide-se em duas espadas.

A escolha entre as diversas opções é algo pessoal e deve levar em conta o estilo e preferência de jogar de cada um. Por outro lado, é também importante escolher a arma ideal para o nível seguinte, pois a escolha acertada poderá facilitar a nossa vida em algumas partes.

O 3D nas secções de voo é uma mais valia, não só aumenta a beleza dos cenários da Grécia antiga, como dá uma vantagem na jogabilidade. No combate aéreo, 3D dá uma maior perceção da posição dos inimigos e que distância estes se encontram. O percurso no ar é totalmente on-rails, controlamos Pit na horizontal e vertical, mas nunca podemos mudar de direção, o caminho é traçado pelo jogo. Estas são talvez as partes mais complicadas jogo, devido à elevada quantidade de inimigos e à rapidez com que tudo acontece.

Sign in and unlock a world of features

Get access to commenting, newsletters, and more!

Descobre como realizamos as nossas análises, lendo a nossa política de análises.

In this article

Kid Icarus: Uprising

Nintendo 3DS

Related topics
Sobre o Autor
Jorge Loureiro avatar

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Comentários