Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Jogos usados não são do melhor interesse para o consumidor

Reggie Fils-Aime fala sobre o mercado de usados.

O presidente da Nintendo América Reggie Fils-Aime acredita que os jogos usados não são do melhor interesse para os consumidores.

Numa entrevista à VentureBeat, Fils-Aime reconhece que o crescente mercado de jogos usados não é o melhor para os consumidores mas a situação poderia melhorar caso as editoras recebessem uma fatia dos lucros das vendas de usados.

Fils-Aime diz que "mais e mais lojas estão a experimentar o modelo de jogos usados. Temos produtos que os consumidores querem manter. Eles querem jogar todos os níveis de um Zelda e desbloquear todos os níveis. Um jogo como Personal Trainer Cooking tem uma grande longevidade. Acreditamos que os jogos usados não são do melhor interesse para o consumidor".

"Descreve outra forma de entretenimento que tenha um mercado de material usado vibrante. Livros usados nunca tiveram sucesso. Não vês negócio vendendo CDs de música usados ou DVDs usados. Porquê? Porque o consumidor gosta de uma experiência completamente nova e de a reviver várias vezes. Se criares o tipo certo de experiência, isso também acontece nos videojogos."

Fils-Aime também considera que a partilha dos lucros vindos do mercado de usados entre vendedores e editoras poderia tornar o cenário mais agradável mas seria uma má ideia.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes