Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Jogos acusados de exaltação satânica

Num jornal cristão norte-americano.

De acordo com as páginas do The Bulletin, jornal de Filadélfia de cariz cristão, existe um "boom" no mercado de videojogos com teor satânico.

Neste jornal chamou-se a atenção dos leitores sobre o "aumento no número de jogos com temática satânica que atacam Deus e a Cristandade, convidando os jogadores a fazerem pactos com o diabo, e elevando Santanás à categoria de herói."

Lance Christian, de 32 anos, cristão e fã de videojogos, foi entrevistado pelo dito jornal e é o responsável por essas afirmações. Lance sente que nos últimos dez anos existe uma tendência satânica, que cresceu substancialmente nos jogos mais recentes.

"Penso que o diabo tem uma nova ferramenta nesta era da tecnologia, e a maioria dos adultos responsáveis não sabem o que se passa," disse ele.

Entre os jogos mais satânicos recompilados por Lance Chistrian estão Deception: Invitation to Darkness, Nocturne, Shadow Hearts, Devil Summoner, Bayonetta, Darksiders, Guitar Hero e Dante's Inferno.

Mas aquele a que ele dedica mais tempo é Dragon Age: Origins, do qual diz que, "O jogo conta uma história em que Deus fica furioso e amaldiçoa o mundo." Para além disso ele destaca que, "Uma bruxa ataca os crentes e os jogadores podem fazer sexo com ela num acto pagão chamado de 'sangue mágico' para poder 'dar à luz um deus'. Noutra situação os jogadores podem ter sexo com um demónio em troca da alma de uma criança."

A redacção do jornal garantiu que comprovaram através do sistema ESRB, classificação de jogos por idades para o mercado norte-americano, as referências à religião e a sua aparição em conjunto com elementos sexuais, violentos, ou linguagem inapropriada.

"Comprovámos os resumos dos jogos e embora se mostrem úteis, poucos mencionam o conteúdo satânico dos jogos."

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários