Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Jogos AAA deveriam ser vendidos mais caros?

Chris Deering, ex-SCEE, acredita que sim.

Chris Deering, ex-presidente da divisão europeia da Sony Computer Entertainment, disse recentemente que os jogos AAA, ou seja, aqueles jogos que possuem altos padrões de qualidade e que precisam de orçamentos mais altos para o seu desenvolvimento, deveriam ter um preço mais elevado, para que este tipo de jogos possam continuar a chegar ao mercado com regularidade.

Em declarações ao site britânico MCV, Deering disse que, "Deve-se colocar o preço a um nível onde se possa manter uma indústria tão forte como era há 10 anos atrás, e para isso os jogos deveriam ser vendidos por 70 libras (82 euros)".

Deering compreende que esta mudança seria algo que não agradaria ao consumidor, mas acrescentou que, "os consumidores não vão gastar mais dinheiro, mas para se fazer um jogo, as editoras estão a gastar mais dinheiro do que nunca. É esse o grande problema. Actualmente custo do desenvolvimento é 10 vezes superior ao que era na época da PlayStation 2, e 20 a 50 vezes superior ao que era na época da PSOne."

Estas declarações surgem numa altura em que no Reino Unido se instalou a polémica depois da Activision ter-se decidido por subir o preço do jogo Call of Duty: Modern Warfare 2 para as 55 libras (65 euros) devido ao baixo valor da moeda britânica, tal como fez a Nintendo há uns meses atrás com a Nintendo Wii.

Esperemos que esta subida de preço no Reino Unido não dê ideias às editoras para subirem o preço dos jogos em outros territórios.

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários