Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Jaffe fala sobre a emoção nos videojogos

Não acredita que actualmente os jogos possam transmitir sentimentos.

David Jaffe não acredita que os videojogos estejam, actualmente, em condições de oferecer emoções profundas de forma semelhante a outros meios de expressão como o cinema e a literatura.

No seu blogue pessoal, Jaffe admitiu ter sentido algo com Flower, o jogo descarregável para a PS3, e que sentiu alguma emoção em Gears of War 2 (embora a ligação emocional se tenha estabalecido através das cut-scenes, e não pelo jogo), acrescentado que, "No geral, acredito que, ou o meio não é capaz de criar e sustentar emoções profundas, ou o que se passa é que ainda não conseguimos compreender como fazê-lo com uma base consistente. Estou apenas a ser honesto com aquilo que sinto sobre o estado actual da forma de contar histórias nos videojogos."

Jaffe confessou ser uma pessoa emotiva, e que, "Choro por tudo e por nada. Filmes, televisão, anúncios, cartões de felicitações. Às vezes sou um tipo muito sentimental. Mas porque é que isso não acontece com os jogos?. Pode ser que algum dia alguém faça um jogo onde o poder da história seja evidente, mas enquanto isso não acontece vamos continuar a falar sobre este tema."

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários