Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Horizon: Forbidden West é o jogo físico mais vendido no Reino Unido

A 2ª melhor estreia da PS5.

Horizon: Forbidden West foi o jogo físico mais vendido no Reino Unido na semana passada.

Apesar das vendas físicas 35% abaixo das vendas do primeiro jogo, o título da Guerrilla Games foi a 2ª melhor estreia de uma jogo para a PlayStation 5 no Reino Unido, atrás de Miles Morales da Insomniac Games. Entre os compradores da versão física de Horizon: Forbidden West no Reino Unido, 68% comprou a versão PS5.

Pokémon Legends Arceus cedeu finalmente o 1º lugar que ocupava desde o lançamento e Dying Light 2 desceu para 3º, mesmo à frente de Mario Kart 8 Deluxe que manteve o seu 4º lugar na lista. FIFA 22 desceu de 3º para 5º.

A Gfk revelou ainda que a chegada de mais consolas PS5 às lojas, para acompanhar a chegada do novo Horizon Forbidden West, permitiu a mais pessoas comprar a consola e jogos para ela, visível em títulos como Spider-Man: Miles Morales que registou um aumento de 90% nas vendas e Ratchet & Clank: Rift Apart que voltou a aparecer entre os 20 jogos físicos mais vendidos.

Cyberpunk 2077 recebeu uma versão de nova geração e isso significou um aumento de 271% nas suas vendas, o que lhe garantiu o 23º lugar na lista de jogos físicos mais vendidos.

King of Fighters XV não conseguiu melhor do que o 30º lugar e 53% das unidades são representadas pela versão PS5, 25% pela PS4 e 23% pela Xbox.

  1. Horizon: Forbidden West
  2. Pokémon Legends: Arceus
  3. Dying Light 2
  4. Mario Kart 8: Deluxe
  5. FIFA 22
  6. Animal Crossing: New Horizons
  7. Call of Duty: Vanguard
  8. Minecraft (Switch)
  9. Mario Party Superstars
  10. Just Dance 2022
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários