Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Hollywood queria fazer de The Last of Us um World War Z

Filme de Sam Raimi acabou cancelado.

The Last of Us da Naughty Dog foi adaptado para série pela HBO, que estreará o primeiro episódio a 16 de janeiro no seu serviço HBO Max, mas anteriormente existiram planos para adaptar o jogo para filme.

Neil Druckmann, um dos diretores do jogo e um dos responsáveis pelo argumento, trabalhou na adaptação ao lado de Craig Mazin, como representante da Naughty Dog e da PlayStation Productions. Como parte da equipa criativa, Druckmann falou com o The New Yorker sobre a adaptação e o percurso até agora.

Na sua conversa com o The New Yorker, Druckmann revelou que Sam Raimi esteve perto de realizar um filme The Last of Us, mas o plano foi descartado pois os executivos queriam algo grandioso e sensual.

Segundo Druckmann, o objetivo que partilhava com Raimi era o de criar uma estética e tom inspirados por filmes como "No Country For Old Men", mas os executivos queriam World War Z como referência.

As diferenças criativas fizeram o projeto ser cancelado, uma vez que os criativos não queriam o genérico blockbuster de Hollywood. Curiosamente, Hideo Kojima disse recentemente que recebeu diversas propostas de Hollywood para fazer o mesmo a Death Stranding, um blockbuster repleto de explosões, mas não é isso que quer.

A série The Last of Us parece apostar num tom mais credível, sem explosões e mais focado nas emoções humanas, exploradas através de situações que somente num contexto do fim do mundo poderiam mostrar sem hipocrisia a natureza humana.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários