Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Hideki Kamiya eternamente em dívida com a Nintendo por Bayonetta 3

Criador da série expressa a sua gratidão.

Hideki Kamiya, criador de Bayonetta, confessou que estará eternamente grato à Nintendo por Bayonetta 3.

Em entrevista com a Famitsu, obrigado VGC, Kamiya diz que começou a trabalhar em Bayonetta 3 logo após Scalebound ser cancelado e elogiou o tratamento da Nintendo à história de Bayonetta 2, o que o motivou a voltar à série e apresentar este terceiro jogo.

"Queria expandir ainda mais o mundo para os fãs e também me queria desafiar. É por isso que estou muito contente por sermos capazes de criar o terceiro. Não estou a exagerar quando digo que estou eternamente em dívida com a Nintendo."

Bayonetta 3 foi lançado a 28 de outubro para a Nintendo Switch e viu-se no meio de uma polémica criada pela atriz que deu voz à protagonista nos dois primeiros jogos. Helena Taylor acusou a PlatinumGames e a Nintendo de não reconhecer o seu talento e oferecer uma quantia baixa para o seu trabalho.

Na nossa análise, podes ler que:

"Demorei cerca de 20 horas a chegar ao final de Bayonetta 3. Não tive pressa e indaguei de livre vontade na exploração dos vários capítulos. Não apanhei tudo o que havia para apanhar, por isso, para quem gosta de fazer tudo, ainda sobra bastante para espremer. Como fã desde o primeiro Bayonetta, este terceiro jogo deixou-me completamente satisfeito e trouxe coisas que nem podia imaginar. É um pico para a série e uma nova referência no género. Bravo Platinum Games!"

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários