Skip to main content

Grupo de jogadores tenta novamente processar a Microsoft

Devido à compra da Activision.

Image credit: Activision Blizzard King

Um grupo de 10 jogadores nos Estados Unidos viu o seu processo legal contra a Microsoft ser anulado pelo tribunal em março por falta de provas concretas, mas agora está de volta com ajustes. O seu intuito é mostrar que a compra da Activision Blizzard prejudica a competitividade na indústria e viola leis do país.

Os responsáveis pelo processo tiveram 20 dias para emendar a acusação legal e apresentaram um novo processo no qual até contam com documentos da Sony, intimada pelos advogados a fazê-lo.

Tal como na acusação original, a Microsoft responde que as acusações não têm qualquer fundamento e nem sequer são plausíveis. Além disso, confessa estar surpreendida por ver a Sony ceder documentos.

Este grupo de jogadores até tentou levar Doug Bowser, presidente da Nintendo of America, a depor no caso, mas a Nintendo recusou e não está muito interessada em partilhar documentos.

Lê também