Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Greenpeace volta a criticar a Nintendo

A Sony e a Microsoft são mais amigas do ambiente.

A Greenpeace voltou a criticar novamente a Nintendo pelas suas politicas ambientais. Iza Kruszewska, porta voz da organização, classificou como inadequada, a resposta da Nintendo para melhorar o seu compromisso para conservar o planeta.

Kruszewska contou ao site EDGE Online que, "Mantemos um diálogo contínuo com todas as empresas com que falamos, excepto com a Nintendo. A empresa tem um nível de comunicação muito fraco no que diz respeito a este tema. O que realmente me surpreendeu foi a resposta da Nintendo quando falámos sobre isto. Disseram que os seus produtos não geram resíduos porque as pessoas ficam com eles! É uma resposta muito despropositada, e fico surpreendida que uma empresa séria como a Nintendo responda desta forma."

A porta-voz da Greenpeace fala também sobre as politicas da concorrência. "A Sony é claramente líder dos fabricantes de consolas. O perfil da empresa na Greenpeace demonstra que trabalha particularmente bem com a sua gestão de produtos químicos e com as suas iniciativas de reciclagem. A Microsoft está a começar a reforçar esta área. Acabaram de contratar uma equipa de sustentabilidade, e começamos a ver algum movimento com a sua Xbox 360, mas a empresa começou muito tarde. Como só fabricam dois produtos de hardware importantes, a 360 e o Zune, já deveriam estar muito mais avançados."

Marcado com

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários