Sekiro: Shadows Die Twice Destaques

Sekiro: Shadows Die Twice da From Software é familiar, mas ainda assim algo único. Há quatro anos atrás, esta mesma companhia conseguiu algo similar com Bloodborne, que pegou no esqueleto da série Dark Souls e combinou-o com um ambiente gótico e sistema de combate revisto. Sekiro dá um salto igualmente ambicioso e do que vimos, merece ser celebrado pelos seus próprios méritos. A From Software aborda uma mitologia rica mais próxima de casa. Um belo mundo inspirado no Japão, com shinobi, templos em chamas e clãs em guerra - tudo com um grande nível de cuidado e atenção. Em termos da qualidade da direcção artística, os resultados não têm igual no que já vimos neste estúdio.

ArtigoSekiro: Shadows Die Twice - Metodologia e Arte

Um lobo solitário enfrenta terríveis ameaças.

Um ninja surge em cima de um ramo de uma árvore, observando um enorme castelo Feudal enquanto o sol começa a pôr-se e preenche o céu de maravilhosos laranjas que dançam pelo meio do azul que ainda resta.