Playerunknown's Battlegrounds Destaques

Passaram três meses desde que Playerunknown's Battlegrounds chegou à Xbox One e Xbox One X. Lançado em formato de Acesso Antecipado, ficou desde logo aparente que a versão de consola tinha sérios problemas: a apresentação deixava a desejar, as texturas sofriam graves problemas de streaming e o rácio de fotogramas estava abaixo do aceitável, para sermos generosos. Três meses depois e chegaram melhorias, mas a performance, vital para PUBG, ainda deseja a desejar - algo com o qual os responsáveis concordam.

Digital FoundryDigital Foundry - Análise à actualização de PUBG na Xbox One: dois passos em frente, um para trás

O rácio de fotogramas melhorou, mas a performance ainda é fraca - o netcode ficou pior.

Uma semana depois do controverso lançamento, a versão Xbox One de PlayerUnknown's Battlegrounds foi actualizada, apresentado um conjunto de correcções de bugs e o que as notas descrevem como a primeira parte de melhorias visuais e na performance, juntamente com anti-aliasing 'ligeiramente melhorado. Então o que mudou? Da nossa perspectiva, esta actualização é um caso de dois passos em frente, um para trás.

PlayerUnknown's Battlegrounds na Xbox One continua a ser fonte de descobertas fascinantes, incluindo a adição de um ecrã de definições ao estilo do de um PC que mostra a resolução e as opções dos gráficos. O menu em si mesmo não funciona mas sugere que a versão do jogo na Xbox One normal corre a 1080p, as definições mais baixas do PC. Por sua vez, aceder a este menu na Xbox One X dá-te uma experiência diferente, com uma resolução de 4K e os gráficos na opção média. Mas será esta uma representação precisa dos visuais do jogo? Fomos descobrir.

Digital FoundryPUBG tem mau desempenho na Xbox One e na X

As primeiras impressões não corresponde às expectativas.

PlayerUnknown's Battlegrounds é - sem margem para dúvidas - o maior jogo do mundo, neste momento, pelo que a exclusividade do título na consola da Microsoft é algo que não se pode levar de ânimo leve. Igualmente, sem margem para dúvidas, é o facto dos gráficos do jogo da versão PC serem um constante trabalho em progresso, com uma performance pouco estável. Com isso em mente, alguns poderão dizer que é praticamente miraculoso que alguma versão de PUBG consiga correr numa consola. Contudo, numa outra perspectiva, é inegável que o estado actual do jogo está a léguas do que é esperado de um lançamento para uma consola.