Alan Wake: The Signal Notícias

P7 da Remedy será lançado em 2019

A produção está a decorrer de acordo com os planos.

O novo projecto da Remedy, o estúdio responsável por Alan Wake e Quantum Break, tem data de lançamento marcada para 2019. A data foi divulgada como parte dos resultados financeiros do estúdio, que está a operar bem e com boa saúde financeira.

Alan Wake será removido das lojas digitais

Devido a problemas na licença da música.

A Remedy Entertaiment anunciou que Alan Wake será removido das lojas digitais, em todas as versões, juntamente com todos os conteúdos adicionais que foram lançados para o jogo.

Remedy fala do seu próximo projecto

Estão à procura de uma distribuidora que aposte no seu novo jogo.

Agora que Quantum Break está no mercado, a Remedy Entertainment está ocupada a desenvolver vários jogos. O primeiro é uma colaboração com o estúdio coreano Smilegate para criar a campanha de CrossFire 2. O segundo é um projecto secreto que ainda está na fase de protótipo.

Alan Wake's Return não é para um jogo

É para uma série de vídeos.

No mês passado os fãs de Alan Wake encheram-se de esperança quando a marca "Alan Wake's Return" foi registada pela Remedy, todavia, contrariamente ao que pensávamos, esta marca não é para um novo jogo.

CEO da Remedy deixa o estúdio

Matias Myllyrinne junta-se à Wargaming.

Matias Myllyrinne, CEO da Remedy Entertainment, renunciou o seu cargo e agora vai juntar-se à equipa da Wargaming.

Máximo responsável por Alan Wake deixa a Remedy

Para fundar estúdio dedicado a jogos para dispositivos móveis.

Oskari Häkkinen, o agora antigo líder de desenvolvimento de Alan Wake, anunciou que deixou a Remedy para fundar o seu próprio estúdio de jogos e aplicações para dispositivos móveis chamado Futurefly.

Sequela de Alan Wake poderá ser lançada na PS4

Sequela de Alan Wake poderá ser lançada na PS4

Remedy diz que pode chegar a qualquer plataforma.

Além da Remedy Entertainment ter contado estar em conversações com a Microsoft para trazer o Alan Wake original para a Xbox One, Sam Lake, o director criativo do estúdio, contou também que a sequela do jogo poderá ser lançada em qualquer plataforma, até mesmo na PlayStation 4.

Quanto ao original, Lake contou que existem muito poucas probabilidades de que o jogo surja noutra consola que não as da Microsoft, mas no que diz respeito a uma sequela a conversa muda de figura.

Quando questionado pelo Polygon sobre a possibilidade do primeiro Alan Wake ser lançado noutras plataformas, Lake disse que, "Alan Wake aparecer na PS4 é muito improvável, mas não é o caso se tivermos a falar de uma sequela do jogo".

Read more...

Alan Wake poderá ser lançado na Xbox One

Remedy e Microsoft estão a discutir essa possibilidade.

Em entrevista com o Polygon, Sam Lake, o director criativo da Remedy Entertainment, revelou que o estúdio neste momento está em conversações com a Microsoft para Levar Alan Wake até à Xbox One, embora ainda nada se tenha decidido.

Vejam como era Alan Wake 2 em 2010

Remedy cancelou o projecto para trabalhar em Quantum Break, mas continua interessada nele.

Desde há uns tempos que se sabia que a equipa da Remedy Entertainment tinha intenção de trabalhar num novo capítulo da sua adorada série Alan Wake que já ultrapassou a marca dos 4,5 milhões de jogos vendidos no mundo, mas o que não se sabia é que a equipa esteve a trabalhar numa nova aventura protagonizada pelo famoso escritor.

Remasterização de Alan Wake poderá estar a caminho

Remasterização de Alan Wake poderá estar a caminho

Um inquérito da Microsoft menciona a dita como incentivo para a pré-encomenda de Quantum Break.

A Microsoft tem vindo a fazer uma série de inquéritos aos utilizadores da Xbox One sobre os próximos lançamentos da consola. Entre as perguntas destaca-se uma em particular. "Que tipo de incentivos te levariam a pré-encomendar Quantum Break?".

O título exclusivo da Xbox One e que está a ser desenvolvido pela Remedy ainda não tem uma data de lançamento definida. Entre as respostas de escolha múltipla encontramos algumas como "descontos em jogos digitais", "incluir o making-of", mas também há uma que salta logo à vista "uma cópia gratuita de Alan Wake Remastered Edition para a Xbox One."

A possibilidade fica ainda mais aberta quando encontramos uma pergunta que faz referência directa à franquia. "Recomendarias Alan Wake a um amigo ou familiar?"

Read more...

Alan Wake continua na mira da Remedy

Produtora gostaria de continuar história do jogo.

Sam Lake, diretor criativo da Remedy Entertainment, garante que a sua equipa de desenvolvimento continua interessada em criar novas aventuras de ação baseadas em Alan Wake, embora neste momento não haja nada de concreto para anunciar.

Remedy dirige-se aos fãs de Alan Wake

Para explicar o motivo pelo qual não está a trabalhar na sequela.

Sam Lake, o diretor criativo do Remedy Entertainment, dirigiu-se aos fãs de Alan Wake num vídeo para explicar o motivo pelo qual o estúdio está a trabalhar numa nova propriedade intelectual em vez de Alan Wake 2.

Remedy tem novo projeto para 2013

Será que vamos ter novo Alan Wake?

Depois de ter registado o domínio para Alan Wake 2 em Julho de 2012, o Remedy começa agora o seu ano com uma entrada na piscina dos rumores.

Remedy fala sobre Alan Wake 2

Será que a série algum dia será lançada na PS3?

A Remedy falou sobre o tão especulado Alan Wake 2, sugerindo que, se tal acontecer, não levará tanto tempo a criar como o seu primeiro jogo e que não será lançado numa consola PlayStation.

Remedy ainda não terminou com Alan Wake

E prometem uma ou duas surpresas.

A Remedy contou que, após o lançamento de Alan Wake's American Nightmare no Xbox Live Arcade e após o lançamento da versão PC de Alan Wake, ainda espera fazer mais jogos da série.

Remedy defende formato digital

Quanto mais cedo se tornar padrão, melhor.

Matias Myllyrinne, presidente da Remedy, acredita que quanto mais cedo esta indústria adotar por completo o formato digital, melhor será.

Remedy quer bater tecnologia de L.A. Noire

Isto em termos de animações faciais.

Apesar de Alan Wake não ter sido aclamado por toda a crítica em uníssono, não deixou de ser referido a tecnologia por detrás do jogo, principalmente na sua componente de iluminação.