Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Game Awards criticado pela forma como trataram os trabalhadores da indústria

Apressados a sair do palco.

Image credit: GameAwards

Para um evento chamado Game Awards 2023, a organização mais parecia preocupada em esconder os videojogos e focar-se em Hollywood ou na música, sem tempo para os criadores de jogos partilharem as suas mensagens e desfrutar de um momento de triunfo.

Geoff Keighley, criador e apresentador do evento, reconheceu que o tempo que os trabalhadores da indústria tiveram no palco foi curto e não tiveram a oportunidade de saborear muitos dos principais momentos na entrega de desejados prémios. Isto contraria o suposto próposito do evento e será revisto pela organização.

Keighley diz que não cortaram a fala a ninguém, mas decorreram diversos exemplos como o de Swen Vincke, que teve pouco mais de 30 segundos no palco para receber um prémio por Baldur's Gate 3 e deixar algumas palavras, antes de ser informado que devia sair do palco.

Quando os vencedores subiam ao palco, rapidamente eram informados com uma mensagem para "por favor, termina", o que gerou alguma indignação por estarmos perante um evento de videojogos que parecia insistir em esconder os criadores de videojogos.

No caso de Vincke, ele estava a dedicar o prémio a um colega que faleceu durante o desenvolvimento e as suas palavras cortadas pela música que acompanhava a saída do palco.

Sign in and unlock a world of features

Get access to commenting, newsletters, and more!

Related topics
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários