Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Gabe Newell não queria zombies em Left 4 Dead

Eram um clichê ultrapassado.

Poderá ser difícil de imaginar, mas Left 4 Dead como um jogo sem zombies esteve perto de se tornar numa realidade pois o líder da Valve olha para eles como um clichê ultrapassado e queria algo diferente.

Chet Faliszek, ex-escritor na Valve, conversou com o Kiwi Talkz sobre o tempo que passou na Valve e revelou algumas curiosidades sobre o desenvolvimento de Left 4 Dead, popular série de ação cooperativa, cujo terceiro jogo continua a ser altamente desejado pelos jogadores.

Chet conta que foi jantar com Gabe Newell, presidente da Valve, para explicar o propósito do jogo e as mensagens que queriam comunicar. Chet explicou que tal como nos filmes de zombies, existe uma mensagem principal por trás da situação e dos zombies.

No caso de Left 4 Dead, a mensagem é sobre colaboração, trabalhar em conjunto, mas Newell preferia não ter zombies pois considerava-os rasca e fora de moda.

Chet convenceu Newell com o compromisso de tornar os personagens mais cientes do mundo à sua volta, escapando aos clichês dos filmes de zombies, que na altura estavam fora de moda.

Através de falas que satirizam os filmes de zombies e constantes comentários sobre cenas previsíveis ou repetidas exaustivamente em diversos meios, a equipa conseguiu preservar a ideia dos zombies em Left 4 Dead.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários