Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Fundador da Oculus VR diz que os 30fps nos jogos de consola e PC é um falhanço

E que na realidade virtual no mínimo são necessários 60fps.

Grande parte dos jogos de consola, até mesmo os da nova geração, correm a 30 fotogramas por segundo, e o fundador da Oculus VR, Palmer Luckey, acredita que isso se não se trata de uma questão de escolha mas sim um grande falhanço.

Em conversa com o site LinusTechTips, Luckey explicou que a realidade virtual necessita de uma taxa de fotogramas por segundo muito maior do que a que vemos nos ecrãs normais. Ele disse que os 60fps são suficientes, mas que vemos grandes melhorias com 90Hz ou 120Hz.

"A realidade virtual vai necessitar de um rácio de fotogramas maior do que o das consolas, no entanto até mesmo para os jogos de consola ou até para os tradicionais jogos de PC, não acredito que os 30fps seja inteligente," disse Luckey. "Não é uma boa decisão artística, é um falhanço."

Luckey disse que a tecnologia de realidade virtual irá usar uma taxa de refrescamento entre os 90Hz e os 120Hz, pelo menos durante os próximos anos.

Marcado com

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários