Skip to main content

Fundador da Criterion critica EA e Nintendo

Por não apoiarem Need for Speed na Wii U.

Alex Ward e Fiona Sperry deixaram a Criterion Games para fundar a Three Fields Entertainment, com o objetivo de poderem publicar os seus próprios jogos.

Numa troca de palavras entre os fãs, Ward assinalou, na sua conta do Twitter, que é pouco provável que criem jogos para a Nintendo Wii U, mas que tudo poderá acontecer.

Alguns dos fãs não gostaram do que leram e acusaram Ward e Sperry de não apoiarem a nova consola da Nintendo, Ward tentou esclarecer dizendo que: "Isso é totalmente falso. Eu apoiei a Wii U com Need for Speed: Most Wanted U. Tanto que eu queixei-me quando a companhia nem sequer se preocupou em imprimir os discos com o nosso jogo."

Um outro fã criticou o lançamento discreto do jogo, e Ward assinalou que a equipa trabalhou arduamente e que nem a Nintendo nem a EA se importaram com isso.

"Toda a gente é muito rápida a culpar os produtores. O pessoal esteve a trabalhar no Ano Novo para ter o jogo pronto. Tentámos fazer o nosso melhor. Vocês pensam que ficámos contentes com isso? Nós fizemos apenas o código. Não tivemos nada a ver quando ele foi lançado, nem com o seu preço. O Idris, o Rob, o Chris, o Paul e o Jim fizeram aquilo que lhes pediram. Todos os outros decepcionaram-nos."

"Chegámos a apanhar um avião para ir ter com a Nintendo para apresentar-lhes uma demo do jogo para que nos apoiassem com o marketing. Não nos apoiaram nada. Inicialmente o jogo nem sequer tinha sido fisicamente lançado na Europa. Os membros da equipa nem sequer podiam comprar o seu próprio jogo."

"Podem criticar e lamentar-se às editoras, não aos produtores. Tendo em conta que as nossas famílias não terão o que comer se nos lixarmos, iremos escolher as nossas plataformas com muito cuidado."

Por fim, Ward assinalou que situações como esta incomodou-o muito e que se tornou numa das razões pela qual abandonou a EA, no entanto esclareceu que este jogo em concreto não foi a razão principal.

Lê também