Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Facebook lança o Gameroom

Plataforma para rivalizar com o Steam.

A Facebook lançou o Facebook Gameroom, uma aplicação para Windows 7 e superior, que procura tornar-se numa referência capaz de rivalizar com o Steam da Valve. De momento, ainda em fase beta, o Gameroom é dedicado a criadores de videojogos, mas existem vários incentivos para os jogadores o experimentarem.

"O desenvolvimento nativo no Facebook Gameroom exige menos tempo: é mais fácil quando comparado com HTML5 e dá melhores soluções para threading, debugging, preparação de redes e gestão de memória," disse a companhia num comunicado de imprensa no qual apresentou o serviço ao mundo.

A Facebook diz ainda que o Gameroom irá providenciar uma melhor performance em termos do timing de lançamento das suas aplicações, e terá benefícios no consumo de memória nos seus jogos nativos. Apesar de chamar à sua iniciativa um "Projecto Arcade", talvez a pensar na natureza mais arcade e casual dos seus conteúdos, alguns acreditam que se trata do início de um projecto que irá acabar por rivalizar com o Steam da Valve.

Tendo em conta o limite de 200MB para os jogos, será difícil esperar algo de grande envergadura no Facebook Gameroom, mas ainda assim existe quem especule um crescimento dentro do PC, e que possa representar concorrência para empresas já estabelecidas. A Valve conta com mais de 125 milhões de utilizadores, fiéis ao seu ecossistema, mas a Facebook poderá aproveitar a sua rede social para aproximar o Gameroom da vida das pessoas.

Nesta fase inicial, em formato beta, o Gameroom está a dar os primeiros passos, e só o futuro dirá se conseguirá ganhar tracção e tornar-se em algo mais.

Marcado com

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários