Skip to main content

Ex-chefe da PlayStation diz que Apple e Amazon são grandes ameaças para os videojogos

E também a Google e Netflix.

Image credit: Shawn Layden | PlayStation

Shawn Layden – ex-chefe da filial americana da PlayStation – afirmou que a maior ameaça ao mercado de jogos hoje são as grandes empresas de tecnologia que desejam criar uma oferta lucrativa para os jogadores, mas não conhecem as especificidades do setor.

“Em primeiro lugar, a consolidação pode ser inimiga da criatividade”, disse ele, referindo-se às aquisições em grande escala e à onda de encerramentos de estúdios que temos visto nos últimos anos. “Também acho que o aumento dos custos dos jogos é uma ameaça existencial para todos nós. E a entrada de não-endémicos no setor – também conhecidos como os ‘bárbaros no portão’.

Esta informação está a ser avançada pelo Games Industry Biz, onde Layden menciona especificamente grandes empresas como a Google, Netflix, Apple e Amazon.

"Neste momento, vemos todos os grandes jogadores a dizerem: 'Oh, videojogos? Estão a render milhões de dólares por ano? Eu quero um pedaço disso' E então temos a Google, Netflix, Apple e Amazon a quererem ganhar um pedaço e a tentar destabilizar a indústria."

Ele então deu o exemplo da Apple, que causou uma revolução na indústria musical ao vender músicas individuais na sua plataforma por 99 cêntimos, enquanto antes era necessário comprar o álbum inteiro. Ele fala ainda da Netflix e como a empresa de streaming substituiu os cinemas como principal fonte de novos filmes.

“Espero que a indústria de jogos seja a primeira onde nos destabilizamos a nós mesmos. Onde não será a Google ou a Amazon que mudarão por completo o panorama. Devemos ser sábios o suficiente para perceber as mudanças que estão por vir e preparar-nos para tais eventualidades”, concluiu o empresário.

Concordas com ele?

Lê também