Giveaway Instant Gaming: Ganha Jogos e Gift Cards

Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Evnia 32M2C55 - Um monitor HDR 240Hz com bons argumentos

Bom HDR e tempos de resposta.

Image credit: Philips

Numa era de diferentes necessidades, com experiências diferentes a resultar em especificidades variáveis, é cada vez mais difícil conseguir um ecrã competente e satisfatório, capaz de preencher todos os requisitos pessoais. Poderás ter um ecrã deslumbrante em termos da qualidade de imagem, com fenomenal HDR para cores e iluminação que arrebatam, mas poderás sentir que deixa a desejar quando o jogo é mais exigente no desempenho, sem mencionar outras tecnologias igualmente interessantes. Além disso, temos os preços pois uma boa TV Ultra HD e HDR capaz de tecnologias como VRR, entre outras que melhoram os desempenhos, podem custar muito acima da nossa capacidade.

Isto poderá direcionar-te para monitores gaming, na tentativa de conseguir um melhor equilíbrio entre detalhes como o preço, qualidade de imagem, HDR e claro, tempos de resposta que são tão preciosos para muitos jogadores. Provavelmente, muitos pensam que isso é para jogadores profissionais ou dedicados aos multiplayers como Call of Duty, mas também exibem argumentos para uma ampla variedade de jogadores.

Numa era na qual experiências singleplayer como Cyberpunk 2077 e Star Wars Jedi: Survivor podem desafiar os jogadores de formas inesperadas, até resultar em dores de cabeça devido às constantes flutuações na performance, um monitor gaming poderá tornar-se numa opção intrigante para quem até aposta a maioria do tempo nos singleplayers, seja num PC ou numa das mais recentes consolas.

Evnia 32M2C55 - monitor gaming HDR 240Hz

Este Evnia 32M2C55 é um monitor "concebido para lhe proporcionar imagens de elevado contraste com qualidade 400 HDR e imagens nítidas com qualidade Quad HD", o que o posiciona como uma opção que pode ir além do PC, pode alcançar as consolas. Numa era na qual muitos podem sentir vontade por um segundo ecrã de jogo em casa, monitores como o Evnia 32M2C55 tornam-se numa opção com alguns argumentos interessantes.

Principais destaques

  • Painel LCD VA
  • Resoluções até 2560 x 1440 (QHD)
  • Certificação DisplayHDR 400
  • Taxa de atualização até 240 Hz
  • MPRT de 0,5 ms
  • Compatibilidade AMD FreeSync Premium Pro
  • Ecrã Antirreflexo, 3H, opacidade: 25%
  • Densidade de píxeis de 93,24 PPI
  • Rácio de contraste: 4000:1
  • Entradas: 2x HDMI 2.0, 2x DisplayPort 1.4
  • USB 3.2, USB-B upstream x 1, USB-A downstream x 4 (com 2 B.C 1.2 para carregamento rápido)
Este ecrã permite-te ajustar o ângulo de visão e destaca-se com antirreflexo, HDR e excelentes tempos de resposta | Image credit: Evnia Philips

Gaming HDR com tempos de resposta rápidos

Algo que devo referir é que este monitor Evnia 32M2C55 foi utilizado maioritariamente para jogar em consolas, PlayStation 5 e Xbox Series X, para testar diversos jogos e experimentar as principais funcionalidades destas máquinas de jogos. Apesar de especialmente pensado para PC gaming ou trabalho, este monitor é uma proposta de interesse para quem procura tempos de resposta e HDR numa consola, esse foi o nosso principal objetivo para este equipamento.

Ao longo do nosso tempo com o Evnia 32M2C55, experimentámos jogos como Tekken 8, Star Wars Jedi: Survivor, Street Fighter 6, Cyberpunk 2077, Persona 3 Reload, Soulcalibur e Tekken Tag Tournament 2, para explorar a sua qualidade de imagem, desempenho da HDR e as suas capacidades para correr jogos com especificidades totalmente diferentes no que diz respeito à performance e os desafios que significam para o jogador.

Tekken 8 é um lançamento recente no qual a HDR e iluminação contribuem imenso para o esplendor da sua imagem. Isto é algo que também posso dizer de Street Fighter 6 e foram duas opções para testar a HDR deste monitor. Em alguns momentos, ficou a ideia que os pretos estavam a escapar para o cinzento, mas a qualidade variava de cenário para cenário. No geral, estes dois jogos que explodem com cor ostentam uma boa qualidade de imagem a 1440p, com HDR muito competente para resultar numa experiência de jogo muito satisfatória.

Soulcalibur e Tekken Tag Tournament 2 na Xbox Series X foram jogados para testar a qualidade de imagem e cores em jogos de anteriores gerações. Estes dois jogos Xbox 360 parecem melhores do que nunca, com cores vibrantes e mesmo sem HDR aplicada de forma nativa, o Evnia 32M2C55 consegue uma forte qualidade de imagem. Mesmo que o grafismo mostre a sua idade, a qualidade visual no geral consegue satisfazer. Estes jogos foram usados para testar especialmente o HDR, o contraste das cores, as competências antirreflexo e possível sangramento de cor. Sinto que passam todos os testes com excelente qualidade e após me habituar a descer de 4K para 1440p, num tamanho mais pequeno, os prós rapidamente se elevaram acima de contras específicos à minha situação.

Se estes nomes foram usados como testes à iluminação e cor, basicamente à qualidade de imagem em jogos coloridos, Cyberpunk 2077 e Star Wars Jedi: Survivor foram usados para testar principalmente as competências na melhoria do desempenho, mesmo em consolas. Algo muito importante a ter em conta, se o vais usar especialmente ligado a consolas como a PS5 e Xbox Series, é que não inclui uma porta HDMI 2.1, o que lhe remove as capacidades VRR, mas está equipado com tecnologia que ajuda a estabilizar a performance.

O Evnia 32M2C55 não faz milagres, mas na minha experiência, conseguiu sessões de jogo estáveis, livres de problemas significativos e com um desempenho firme. Tudo parece mais fluído, mais estável, sem screen-tearing ou soluços, o que ajuda a reforçar os argumentos de um monitor gaming.

Curvatura Antirreflexo

Durante a procura por um monitor gaming, maioritariamente para uso com consolas, equacionar um ecrã curvo não estava em destaque, mas confesso que me deparei com diversos parâmetros que aumentaram o seu apelo. Foi necessário algum tempo de hábito, mas após algumas horas, especialmente com Star Wars Jedi: Survivor e Persona 3 Reload na Xbox Series X, senti um amentar da imersão, dava por mim mais concentrado no ecrã e na experiência de jogo em si.

Isto deve-se em grande parte ao efeito alcançado pelo ecrã curvo para te envolver na ação, mas o elemento antireflexo também merece elogios. Posicionado propositadamente num espaço para o desafiar, o ecrã antireflexo surpreendeu com as suas capacidades e quando apenas tens o jogo à tua frente, é muito fácil chegar a sensação que te perdes nos mundos de jogo.

O ecrã é extremamente fácil de montar, permite ajustar a direção de visão e funcionalidades como ligar/desligar automático são pequenos bons extras | Image credit: Evnia Philips

Uma excelente resposta ao gaming

Se precisas de um novo ecrã para gaming, seja PC ou numa consola, com HDR e excelentes tempos de resposta, sem esquecer o quão prático é desde o momento em que o tiras da caixa até à experiência de uso em si, esta gama na qual está inserido o Evnia 32M2C55 é uma aposta interessante da Philips. Se pretendes ir além do que uma TV permite oferecer em termos do equilíbrio na qualidade de imagem e desempenho gaming, poderá tornar-se de particular interesse começar a olhar para monitores gaming.

Em algumas das experiências não sentirás que o Evnia 32M2C55 é um particular destaque, mas quando chega a hora de aprimorar rácios de fotogramas, correr sem soluções ou artefactos na imagem, sem esquecer a extrema fluidez da experiência, senti uma grande diferença. Jogar títulos como Star Wars Jedi: Survivor e Cyberpunk 2077, onde a oscilação de fps pode sentir-se com maior força, foi onde senti validada a opção de apostar num Evnia 32M2C55.

Prós: Contras:
  • Ecrã curvo antireflexo potencializa a imersão
  • Possibilidade de jogar até 240Hz quando conectado a um PC
  • Possibilidade de jogar até 120fps quando conectado a uma consola
  • Ativação e desativação automática
  • HDR competente
  • Melhorias no tempo de resposta e performance até nos casos mais problemáticos
  • Bom constaste e representação de cores
  • Sem porta HDMI 2.1 não tens VRR nas consolas
  • Ocasionais problemas no contraste da imagem

Sign in and unlock a world of features

Get access to commenting, newsletters, and more!

Descobre como realizamos as nossas análises, lendo a nossa política de análises.

Related topics
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários