Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Estudo indica que os jogos de carros tornam os jogadores mais agressivos

Esqueçam os violentos jogos de tiros.

Dois cientistas da Universidade de Huddersfield descobriram que os jogos de corrida automóvel causam mais agitação e agressividade nos jogadores do que os shooters.

Em vez de desperdiçarem o seu tempo a tentar encontrar a cura para o cancro ou numa fonte alternativa de energias renováveis, o Dr Simon Goodson e a Sarah Person monitorizaram 30 pessoas enquanto elas jogavam a 3 jogos Xbox 360 - Project Gotham Racing (PGR), um First Person Shooter, que não indicaram o nome, e um jogo em 3D de ténis de mesa.

As mudanças físicas dos jogadores como a pulsação, a respiração e outras, foram também monitorizadas, assim como as suas respostas mentais tais como a agressividade antes e depois de uma sessão de jogo.

Os cientistas descobriram que o jogo PGR foi o que causa maiores alterações na pulsação e na actividade cerebral, enquanto que o FPS foi aquele que provocou menos alterações.

"Os anteriores investigadores fizeram algumas generalizações sobre a natureza dos videojogos. Este estudo é um dos primeiros a usar um dos últimos jogos de consolas que tem um elevado nível de realismo."

"Surpreendentemente os resultados revelaram que o jogo de corrida automóvel fez com que os participantes ficassem mais agitados e agressivos do que um jogo com violência gráfica. Dado os altos níveis de realismo nos jogos modernos é necessário reavaliar a relação entre os videojogos e a violência."

As descobertas de Goodson e de Pearson vão ser apresentadas na conferência anual da British Psychological Society, que tem inicio hoje em Brighton, Inglaterra.

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Contributor

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários