Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Estúdio de Deus Ex trabalhou numa versão de Final Fantasy 15

Cancelada antes do projeto voltar aos japoneses.

A Eidos Montreal, conhecida por Deus Ex, trabalhou numa versão de Final Fantasy 15 que a Square Enix cancelou antes de devolver o projeto aos estúdios japoneses.

O estúdio que trabalhou em Shadow of the Tomb Raider e Marvel's Guardians of the Galaxy esteve perto de se tornar no primeiro estúdio ocidental a desenvolver um jogo na linha numerada da famosa série japonesa, mas o projeto não seguiu em frente.

Jonathan Jacque-Belletête, ex-diretor de arte no estúdio que a Square Enix vendeu à Embracer Group, disse ao TrueAchievements que o seu estúdio trabalhou numa versão muito porreira de Final Fantasy 15.

"A Eidos Montréal trouxe de volta Deus Ex. Eu fui o diretor de arte nisso, Deus Ex: Human Revolution. Depois o diretor artístico executivo em Mankind Divided, depois tentámos fazer Final Fantasy 15."

"Depois eles decidiram levá-lo de volta para o Japão, penso que foi um grande erro. Mas é na mesma verdade. O nosso era mesmo, mesmo porreiro."

Jacque-Belletête não especificou quanto tempo passaram com o projeto, mas em 2018 surgiram rumores sobre ele, descrito como um "space opera RPG" pelo Youtuber Super Bunnyhop, que o descreveu ainda como um Final Fantasy com um toque ocidental.

Mankind Divided foi lançado em 2016, o mesmo ano em que Final Fantasy 15 chegou às lojas e isto sugere que a Eidos Montreal não passou muito tempo no projeto, que foi anunciado em 2013 ao mundo após anos conhecido como Versus 13.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes