Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Escala de Atomic Heart sofreu grandes ajustes ao longo do desenvolvimento

A ambição chocou com a realidade.

Atomic Heart da Mundfish é um dos jogos mais aguardados para o início de 2023 e após 4 anos em desenvolvimento, está quase a chegar às tuas mãos. Pelo caminho, ficaram para trás algumas ideias e um ajuste na sua escala.

Robert Bagratuni, diretor de Atomic Heart, falou com o Wccftech e comentou que algumas grandes ideias foram abandonadas pois as ambições da equipa eram muito superiores ao que a realidade permite.

"Desde o início, queríamos criar algo extraordinário, um jogo único. Isto aplica-se à história e estrutura do jogo, também às mecânicas. O nosso indesejado atraso pode ser atribuído à falta de experiência, ambição, inovação e nova tecnologia."

"Durante o desenvolvimento, fizemos a dura escolha de abandonar algumas ideias, até algumas grandes, como o multijogador. Foi doloroso ter de tomar este tipo de decisões, mas foram as certas."

Bagratuni diz mesmo que nem sempre alinharam as ambições com a realidade e tiveram de efetuar ajustes ao longo do desenvolvimento, especialmente porque não queriam perseguir modas para criar algo único.

Em termos de narrativa e mecânicas principais, Atomic Heart está intacto. Além disso, ao cortar ideias, a equipa focou-se em polir a gunplay, narrativa e experiência geral.

Atomic Heart chega a 21 de fevereiro.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários