Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

EA responde à acusações da Activision

"Trata-se de jogo de relações públicas banal."

A Electronic Arts respondeu ao processo judicial de 400 milhões de dólares apresentado pela Activision por causa da saída dos directores da Infinity Ward, West e Zampella, que agora trabalham para a Electronic Arts tal como alguns dos funcionários originais do estúdio.

A Activision acusa os fundadores da Infinity Ward e a Electronic Arts de reduzir o talento no estúdio e de adiar potencialmente o lançamento de futuros jogos Call of Duty.

A companhia alega também que os fundadores da Infinity Ward, Jason West e Vince Zampella, mantiveram uma reunião secreta com John Riccitiello, CEO da ElectronicArts, em Agosto de 2009.

A Electronic Arts já respondeu a estas acusações dizendo pela voz de Jeff Brown que, "Isto é um jogo de relações públicas cheio de banalidades e de confusão deliberada. A Activision quer esconder o facto de que não têm uma resposta credível para explicar que dois dos artistas que despediu querem ser pagos pelo trabalho que fizeram."

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Contributor

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes