Skip to main content
Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

EA quer ser respeitada e lembrada pelos seus jogos

"Não somos a pior companhia dos EUA".

Patrick Söderlund, vice-presidente executivo da EA Studios, afirmou que quer que a companhia seja lembrada e respeitada pelos seus jogos e não ser eleita a pior companhia dos Estados Unidos, por dois anos consecutivos, algo que ele acredita ser injusto.

"Quando algo assim se passa, tens de sentar e perguntar-te: 'Porque é que as pessoas dizem estas coisas?'. Nós fizémos isso e percebemos que estávamos a fazer coisas que as pessoas não gostavam. Algo tão simples como o Online Pass. As pessoas diziam-nos que não gostavam, como tal olhámos para as vantagens e desvantagens e dissemos 'ok, vamos retirar'."

Soderlund contou que as decisões são em função daquilo que os comsumidores querem e dizem, e garantiu que não quer ser a pior companhia dos Estados Unidos, mas sim a melhor. Ele reconheceu que nada é perfeito e que estão a tentar corrigir os erros do pasado.

"A minha meta é que nos vejam como o melhor negócio. Quero que as pessoas nos reconheçam pelos jogos que fazemos antes de qualquer outra coisa. Precisamos de ser lembrados e respeitados pelos jogos que fazemos."

Tintanfall foi também mencionado por Soderlund que afirma que com esse jogo a companhia deu-se conta de que tem que apoiar jogos novos. "Esta resposta está-nos a dizer que os jogadores não querem jogar ao mesmo jogo todos os anos, e teremos que inovar até mesmo aqueles jogos que têm lançamentos mais espaçados, senão as pessoas não nos darão o seu dinheiro," concluiu ele.

Lê também