Skip to main content

EA Motive fala do seu Star Wars

Confirma que usará muitos dos materiais criados por Amy Hennig.

Amy Hennig, que trabalhou durante vários anos na série Uncharted da Naughty Dog, deixou recentemente a Electronic Arts, na qual estava a liderar uma equipa que desenvolvia um novo Star Wars.

Hennig deixou a Electronic Arts em Janeiro de 2018 e o seu jogo foi cancelado. No entanto, a EA Motive criará um novo jogo e na sua base terá alguns dos materiais que foram criados por Hennig enquanto liderava a equipa na Visceral Games.

Em conversa com a Game Informer, via ResetEra, Jade Raymond, que lidera a equipa na EA Motive (situado em Vancouver) que está a trabalhar neste novo Star Wars, com a assistência da EA Motive Montreal, confirmou que usarão muitos dos materiais criados pela equipa de Hennig.

Segundo diz Raymond, a Motive Vancouver já colaborava com a Visceral quando o projecto estava nas suas mãos e muitos dos seus funcionários estão a par das intenções originais para este jogo.

Raymond também confirmou que os cerca de 3TB de assets Star Wars de grande qualidade que Amy Hennig tinha serão de alguma forma aproveitados ou reutilizados na versão renascida do projecto.

Hennig havia expressado o desejo de ver o seu material aproveitado para a nova versão e Raymond confirma-o, dizendo que adorou os personagens que Hennig criou para Star Wars.

Sobre a EA Motive e a capacidade para criar um Star Wars em mundo aberto, ao invés do projecto linear visionado por Hennig, Raymond explicou que o seu estúdio é casa para muito talento habituado a trabalhar em mundo abertos.

Desde funcionários que trabalharam na Black Box em jogos como Black e Skate a funcionários da PopCap Seattle que trabalharam em Plants vs Zombies, a EA Motive alberga ainda pessoal da Radical Entertainment (Prototype) e United Front Games (Sleeping Dogs).

Lê também