Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

EA diz que está na hora de despachar líderes que permitem toxicidade

É preciso cumprir com os padrões da decência.

Laura Miele, COO na Electronic Arts, falou durante a sua apresentação na DICE 2022 sobre como esta indústria precisa livrar-se dos líderes que permitem toxicidade e desigualdade.

Segundo partilhado pelo IGN, Miele não falou diretamente sobre Bobby Kotick, o controverso CEO da Activision Blizzard, mas deixou palavras duras que parecem claramente ditas a pensar em Kotick.

Miele, que trabalha na EA há mais de 25 anos, diz que as últimas notícias têm sido duras para toda a indústria e que as histórias sobre processos legais originados por líderes que não conseguem proteger os valores esperados por uma companhia digna são claramente palavras que nos fazem pensar em Kotick.

A executiva da EA diz ainda que os líderes que não conseguem proteger os principais valores desta indústria precisam sair e fala que há demasiado tempo as mulheres sofrem com abusos e desigualdade.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários