Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Dragon Quest 11 sem mundo aberto foi uma decisão da equipa

Preferiram dedicar-se a outras coisas.

Dragon Quest 11 está a caminho do Ocidente, inicialmente para PC e PlayStation 4, mais tarde para a Nintendo Switch, o que incentivou a Square Enix a promover o seu jogo na América do Norte e Europa.

Yuji Horii, criador da série, falou com a revista EDGE sobre o seu mais recente trabalho e como decidiram não seguir a tendência e não criar um jogo em mundo aberto.

Segundo Horii, tal foi feito a pensar num propósito muito específico, a história do jogo e na firmeza que quiseram incutir nela.

"Se optas por um mundo completamente aberto, existe um custo associado que afecta como investes o teu tempo e esforço. Para tornar possível, por exemplo, pescar em algum lugar, tens que colocar muita atenção no sistema de pesca," disse Horii.

"Acredito que, ao invés de colocar os nossos esforços numa multitude de coisas, preferimos concentrar-nos na história. Sinto que usamos melhor o nosso tempo," acrescentou o responsável pela série Dragon Quest.

Dragon Quest 11 apresentará algumas áreas de maior escala, mas não será um mundo totalmente aberto e a narrativa podia não funcionar como desejado se o jogo fosse apresentado nesse estilo.

Dragon Quest 11 chegará a 4 de Setembro ao PC e PlayStation 4, em 2019 à Nintendo Switch.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes