Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Doutor Estranho 2 amealha mais de $450 milhões na estreia

O filme mais visto no mundo.

A Marvel Studios tem mais um sucesso nas mãos pois a estreia do filme Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é mais um motivo para gerar sorrisos entre todos os que trabalharam no mais recente filme do Marvel Cinematic Universe.

Nos primeiros dias em exibição, em exclusivo nas salas de cinema, o filme da Disney e da Marvel Studios conseguiu amealhar mais de $450 milhões na estreia, ultrapassando quaisquer expectativas e tornando-se na segunda melhor estreia na era da pandemia.

Mesmo dentro do MCU é uma estreia impressionante e somente Vingadores: Endgame, Vingadores: A Guerra do Infinito e Homem-Aranha: Sem Volta a Casa conseguiram melhor estreia nos cinemas do que este Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

O filme registou mais de $265 milhões fora dos Estados Unidos e o seu total está somente 17% atrás de Sem Volta a casa. Pelo outro lado, está 126% acima de The Batman e 160% acima de Doutor Estranho 1.

Fora dos Estados Unidos, foi na Coreia que Doutor Estranho no Multiverso da Loucura registou a melhor estreia, com mais de $30 milhões amealhados, seguida pelo Reino Unido com mais de $24.7 milhões, o México com $21.5 milhões e o Brasil com $16.3 milhões.

O filme realizado por Sam Raimi conseguiu entrar para a lista de melhores estreias de sempre em países como o Brasil, Coreia e México, enquanto em Portugal tornou-se na segunda melhor estreia da era da pandemia.

Estes são os números conquistados nos primeiros dias e certamente que veremos mais notícias com Doutor Estranho no Multiverso da Loucura a alcançar números ainda mais impressionantes.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários