Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Divulgadas possíveis janelas de lançamento de jogos PS4 na Europa

Final Fantasy VII Remake e Dreams estão previstos para 2016.

David Scammel, jornalista de videojogos, deu a conhecer, através da sua conta do Twitter, um suposto panfleto da Sony Computer Entertainment Europe, onde são detalhadas as janelas de lançamento de jogos importantes da PlayStation 4.

Apesar de não ter datas exactas, o panfleto revela os próximos jogos que chegarão em 2016. No caso de jogos como Horizon: Zero Dawn e Doom, cuja as datas de lançamento já estariam previstas para o próximo ano na Europa, não é surpreendente. Nem o facto de Persona 5 chegar à Europa apenas em 2016, apesar do RPG da Atlus chegar ainda este ano ao Japão e Estados Unidos.

No entanto o mesmo já não se pode dizer de Final Fantasy VII Remake e Dreams. O primeiro foi anunciado na E3 e foi mostrado apenas um pequeno vídeo do jogo, pelo que o seu possível lançamento no final do próximo ano parece muito pouco provável. Até mesmo Scammel sugeriu que talvez se tratasse de um erro e que podiam querer referir-se a Final Fantasy XV.

No caso de Dreams, a Media Molecule ainda não revelou informações suficientes e a sua data de lançamento ainda está por confirmar, no entanto não seria estranho se a Sony revelasse mais detalhes deste jogo no Paris Games Week.

Outro jogo que se destaca do panfleto é No Man's Sky. Sabe-se que o jogo da Hello Games poderá ser lançado ainda este ano, no entanto na lista não tem um prazo estimado.

Relembramos que se trata de um panfleto publicitário e que o seu propósito é apresentar o catálogo de jogos da Sony da forma mais apetecível possível, por isso o melhor é levarem estes dados com alguma cautela.

Marcado com

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Contributor

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários