Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Disney poderá apresentar mais estreias no Disney+

Soul e Raya and the Last Dragon são as próximas.

Apesar do seu plano permanecer as estreias nas salas de cinema, a Disney está cada vez mais recetiva à possibilidade de apresentar estreias em Premier Access no Disney+, o seu serviço de streaming.

Soul da Pixar foi um dos filmes cuja estreia foi adiada devido ao efeito da pandemia COVID-19 nas sala de cinema e em toda a indústria cinematográfica no geral, o que levou a Disney a decidir apresentá-lo em estreia a 25 de Dezembro no Disney+.

Na semana passada, a companhia anunciou que Raya and the Last Dragon seguirá o exemplo de Mulan e será apresentado em Premier Access a 5 de Março no Disney+. Este modelo de negócio permite aos interessados pagar para ver o filme em casa, no dia de estreia, que fica disponível para ser visto quantas vezes quiserem, enquanto tiverem uma subscrição ativa.

Após o período de "Acesso Antecipado", o filme fica disponível para todos os subscritores, sem custos adicionais. No caso de Mulan, foi apresentado a 4 de Setembro de 2020 em Premier Access em alguns países, ficando disponível para todos a 4 de Dezembro.

Bob Chapek, CEO da Disney, não confirmou mais filmes para o Premier Access além de Raya and the Last Dragon, mas confirmou que é uma hipótese em cima da mesa para qualquer filme e isso poderá significar novos contratos com os atores e equipa de produção.

"Obviamente, neste momento, o Premier Access funciona muito bem pois temos o negócio do cinema que está a passar por grandes desafios, isso permite-nos não amontoar títulos, se preferires. Ao nos encorajar a seguir e apresentar um título no mercado do cinema antes de voltarmos a cem por cento."

Chapek diz que o modelo de negócio funciona muito bem durante a pandemia e ao obter mais experiência serão capazes de formar uma melhor estratégia, especialmente porque além da COVID, existe a procura por parte do consumidor e isso é o que a Disney vai tentar perceber.

"Faremos isto com Raya em Março, que será um ponto de informação para compreendermos melhor o que pode ser o Premier Access, seja num mundo COVID e num mundo após COVID."

O The Wrap diz mesmo que a Marvel Studios já começou a modificar os contratos para os novos filmes, de forma compensar atores, realizadores, escritores e produtores se o filme for direcionado para o Disney+.

Marcado com

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes