Skip to main content

Digital Foundry vs. Trine 2 na PlayStation 4

1080p60, 3D estéreo, potencialmente até 4K - o porquê do céu ser o limite para a nova versão do jogo do Frozenbyte.

Corre a nativa 1080p a 60 fotogramas por segundo - mas isso é apenas o princípio. O impressionante Trine 2 do Frozenbyte migrou para a PlayStation 4 de uma bela forma - não só combina a mistura desejada de resolução e rácio de fotogramas, mas é o único jogo a suportar 3D estereoscópico, a correr internamente a efetiva 1080p120 no processo. A sério, segundo o estúdio, Trine 2 poderia até chegar a 4K a 30fps caso a Sony desbloqueie tal para a PS4 para suportar resolução ultra-HD.

Tal como está, Trine 2 juntasse ao alinhamento de lançamentos indie da PS4 com a versão Complete Story - lançamento que junta a expansão Goblin Menace e o nível Dwarven Caverns anteriormente exclusivo da Wii U num belo pacote, desenhado para ser a versão definitiva deste jogo de quebra-cabeças e plataformas tão bem concebido.

Como vimos antes com a impressionante versão Wii U, o Frozenbyte melhorou o jogo em redor das forças da plataforma alvo, portanto em adição ao suporte 1080p60 e 3D estereoscópico, também existe integração para o painel tátil do DualShock 4 em algumas das mecânicas principais da gameplay.

O entusiasmo do estúdio para personalizar a experiência em redor das funcionalidades específicas oferecidas pelas diferentes consolas é de elogiar, apesar da melhoria gráfica em oferta coloca o jogo PS4 firmemente em linha com a versão PC muito bem conseguida tecnicamente. Isto é algo que é demonstrado no nosso vídeo frente a frente PS4 e PC, onde podemos ver como a apresentação nítida e limpa nativa a 1080p revela um nível de detalhe na arte anteriormente subjugado nos atuais sistemas, o aumento na precisão de pixeis sente-se dramaticamente pelo jogo.

A qualidade de imagem na versão PS4 é no geral excelente: o jogo apresenta uma implementação FXAA de alta precisão que produzr imagens surpreendentemente limpas quase livres de jaggies, excepto por algum ligeiro pixel crawl em redor dos personagens e nos detalhes mais pequenos nos ambientes. O resultado final é que a qualidade geral de imagem consegue igualar de perto a versão PC - a correr aqui com FXAA e 4x super-sampling. Impressionante para uma solução de suavização de arestas por pós-processamento. A falta de detalhe sub-pixel na bela arte também ajuda a este respeito, alguns pedaços finos de geometria causam os problemas habituais.

"O impressionante Trine 2 do Frozenbyte migrou para a PS4 de bela forma - não só combina a mistura perfeita de resolução e rácio de fotogramas, como também é o único jogo com suporte para 3D estereoscópico."

O novo Trine 2: The Complete Story na PlayStation 4 comparado contra um PC no máximo a correr a 1080p. Apenas a inclusão de super-sampling no PC cria qualquer tipo de diferença na qualidade. Usem a opção 1080p para melhor performance.Ver no Youtube

A grande diferença entre os dois formatos resume-se ao leve blur nas texturas na PS4, que suaviza alguns dos detalhes de alta frequência comparado com o PC, onde o processo de down-sampling de uma maior resolução para 1080p preserva mais informação enquanto ao mesmo tempo oferece melhor cobertura anti-aliasing na cena. Fora este pequeno detalhe, a renderização de efeitos e arte são idênticos entre PC e PS4, criando um visual fascinante repleto de múltiplas fontes de luz, nevoeiro e objetos melhorados com físicas que ajudam a dar vida a este mundo.

A inclusão de verdadeiro 3D estereoscópico em Trine 2 também é um belo toque, a separação natural de camadas criar uma sensação de profundidade realista sem resultar no falso recorte de cartão 'diorama' visto em alguns títulos que usam o efeito como um pouco mais do que uma mera funcionalidade extra. Em Trine 2, o 3D estéreo envolve-te de forma genuína neste mundo com maior profundidade, mostrando que esta funcionalidade na maioria esquecida nos videojogos vale a pena ser incluída se for implementada com cuidado. Atualmente o único contra é que o jogo corre a 720p na PS4 neste modo, portanto temos 720p60 em 3D. Entretanto, a apresentação estereoscópico 3D completa a 1080p60 está presente no PC.

No entanto, segundo o Frozenbyte esta é uma limitação do atual firmware da PS4 e não do motor de jogo.

"Temos que seguir pelas limitações 3D de momento - portanto a resolução regular é 1080p e 60fps, mas em 3D a resolução desce para 720p60," disse o programador no PlayStation blog. "o jogo na verdade continua a correr a 1080p internamente. Portanto no futuro o jogo poderá eventualmente ser capaz de correr automaticamente a 1080p60."

PlayStation 4
PC
A apresentação nativa a 1080p de Trine 2 parece limpa e nítida na PS4 e PC. O estilo da arte permite o uso de FXAA na consola Sony para quase igualar a qualidade de imagem do jogo PC, que nestas imagens usa 4x supersampling combinado com FXAA.


PlayStation 4
PC
A arte em Trine 2 é de luxo e linda de ver. O uso de FXAA na PS4 resulta num leve blur nas texturas não encontrado na versão PC, mas de resto as duas versões usam os mesmos bens de alta qualidade.


PlayStation 4
PC
Uma multiplicidade de efeitos de iluminação, fumo, partículas, e objetos melhorados através de físicas criam uma apresentação visual bem conseguida na PS4 e PC que respira atmosfera e uma sensação de magia nas várias paisagens de Trine 2.

PlayStation 4
PlayStation 4 3D
Trine 2 é convertido muito bem para 1080p ao jogar no modo 3D na PS4, combinado com o uso de downsampling de 1080p internamente para 720p combinado com FXAA para produzir imagens suaves que estão virtualmente livres de artefactos quan.
PlayStation 4
PlayStation 4 3D
Segundo o Frozenbyte, Trine 2 apresenta diferenças nas sombras, efeitos pós-processamento e uma implementação dinâmica de filtro anisotrópico ao correr em 3D. No entanto, a diferença é muito difícil de ver ao jogar o jogo.



Portanto em termos de suporte 3D nativo a 1080p60, Trine 2 está efetivamente preparado para o futuro, apesar de ser preciso que a Sony atualize a PS4 para permitir este modo. Um benefício de correr a 720p é que tens anti-aliasing melhorada na forma do downsampling da imagem 1080p para 720p que, combinado com FXAA, produz uma imagem muito limpa que é convertida muito bem para o teu ecrã. A resolução de renderização interna a 1080p em 3D na PS4 também pode permitir outra possibilidade entusiasmante: o potencial para correr a nativa 4K, apesar disto ter algumas contra-partidas, ponto ilustrado pelo programador sénior de gráficos no Frozenbyte, Juha Hiekkamäki:

"Não consigo pensar porque não poderíamos suportar tecnicamente o modo 3840x2160 a 30fps (com a qualidade de renderização estéreo). Aumentar a resolução ao renderizar com menos frequências iria acabar na mesma quantidade de pixeis renderizada," disse-nos.

"Se um modo 4K faria ou não sentido é outra questão. Atualmente renderizamos em modo normal e estéreo a 1080p, e apesar de aproximadas, não são exatamente idênticas em qualidade. Existem algumas diferenças na renderização tais como FXAA, sombras e alguns efeitos pós-processamento. Modo estéreo também usa aniso dinâmico no filtro de texturas - variável AF - que é convertida pelo tempo de renderização dos anteriores fotogramas. Em termos de gameplay também irias perder os suaves controlos a 60fps."

Claro, sem suporte por firmware para 4K na PS4, toda a discussão é teórica, mas considerem isto: 30fps é o mesmo rácio de fotogramas das versões de anterior geração, mas em cima disso, estarias a ver nove vezes mais que a resolução em bruto. Algo impressionante.

Trine 2: análise à performance

Portanto a versão PS4 aumenta a parada com uma apresentação 1080p nítida que esmaga a de 720p - e abaixo - das consolas de atual geração, mas isto também tem o apoio de um rácio de fotogramas sólido, com o jogo a correr com o dobro da suavidade que na Wii U, PS3 e Xbox 360.

Um resumo do nosso vídeo em baixo de performance em três formatos revela que todos os 3 sistemas atuais oferecem na maioria sólidos 30fps no decorrer geral do jogo, com o motor na 360 e PS3 a ajustar dinamicamente a resolução do framebuffer para ajudar a preservar este nível de suavidade de forma quase permanente. De facto, a não ser alguns breves momentos de tearing no sistema Sony, todas as 3 conseguem isto com facilidade. A Wii U oferece de forma confidente sólidos 30fps com uma resolução fixa a 720p, providenciando a melhor experiência das três.

"3D estéreo HDMI 1.4 está limitado a 720p, mas Trine 2 renderiza internamente a 1080p e ainda oferece uma consistente atualização 60fps."

Trine 2 oferece uma performance perfeita na PS4, quer joguem no tradicional 2D ou em 3D estereoscópico. Ambos os modos oferecem sustentados 60fpsVer no Youtube

O Frozenbyte não falha na PS4, o jogo continua fixo a 60fps enquanto corre a nativa 1080p. Ao jogar a 3D, os resultados são ainda mais impressionantes, mantendo a sólida atualização 60fps, apesar de duplicar internamente os pixeis, e o processamento adicional de geometria preciso para suportar estereoscopia. A precisão extra nos comandos e a maior fluidez da animação como resultado do maior rácio de fotogramas torna Trine 2 muito mais agradável de jogar na PS4, e ainda mais espantoso de ver quando vês o belo trabalho de efeitos, físicas e iluminação em ação. Apesar destas melhorias não surpreenderem os jogadores PC, é uma melhoria cativante para os que preferem jogar nas consolas, tornando facilmente a versão PS4 merecedora de uma nova jornada para existentes fãs do jogo.

O uso do painel tátil do DualShock 4 é escasso nos jogos de lançamento, mas o Frozenbyte integrou completamente este elemento para que melhore de forma natural as mecânicas de quebra-cabeças e plataformas. Por exemplo, mover gentilmente os dedos pelo painel tátil permite-te manipular objetos e invocar feitiços como Amadeus o feiticeiro, deflectir objetos com o teu escudo enquanto Pontius o caveleiro, ou apontar e disparar setas enquanto Sora a ladra, com mais rapidez do que usar o analógico.

O sistema funciona muito bem juntamente com os comandos tradicionais, recriando melhor a velocidade e eficácia de um rato ou ecrã tátil capacitativo ao executar certas ações. Os controlos tradicionais também estão disponíveis por pré-definição na PS4 se os preferires, apesar de poderes alternar entre as duas opções a qualquer momento sem pausas e sem passar por menus ou pela escolha de múltiplos esquemas de controlo.

"Revisitando o confronto de Trine 2 do ano passado, a Wii U é a vencedora - mas a nova versão PS4 está num novo nível."

Por esta altura no ano passado comparamos Trine 2 a correr na PS3, Xbox 360 e Wii U. A consola Nintendo foi a que ficou mais perto do ideal PC, mas estava na mesma limitada a 720p30 - um grito distante dos teóricos 1080p120 que a PS4 bombeia no modo 3D estéreo.Ver no Youtube

Trine 2: The Complete Story na PS4 - veredito Digital Foundry

Adoramos o nosso tempo com o belo jogo de plataformas por quebra-cabeças do Frozenbyte quando apareceu na Wii U no ano passado, a interessante mecânica de jogo por físicas e impressionante tecnologia de renderização tornou fácil ficar imerso no vibrante e colorido mundo apresentado. No entanto, com a PS4, o estúdio entregou a versão definitiva em consola do jogo, visuais a nativa 1080p, suporte 3D e gameplay suave a 60fps que é alcançada raramente nas consolas.

Certo, a nível técnico isto pode ser igualado ou excedido no PC. Mas fora a renderização a 4K a 60fps, as diferenças dificilmente espantam - estamos perante uma apresentação igualmente impressionante em todas as áreas excepto a qualidade de imagem em bruto, apoiada pela mesma gameplay suave e de boa resposta a 60fps que simplesmente não é possível nos sistemas de anterior geração. Olhando para isto como um todo, o jogo PS4 é difícil de bater.

Seguindo em frente, é provável vermos a comunidade independente a desempenhar um maior papel para definir a próxima geração de jogos, com ideias interessantes e gameplay experimental melhorada com o poder extra nas novas consolas Sony e Microsoft. Com títulos tais como Hyper Light Drifter, Galak-Z: The Dimensional e Transistor no horizonte, existe muito conteúdo entusiasmante a caminho distantes das séries de mega-euros que dominaram os lançamentos PS4 e XO. Trine 2 demonstra que mesmo sem um orçamento colossal, os jogos independentes podem na mesma competir a nível técnico.

Lê também