Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Actualização Xbox 360 fere piratas COD, Halo

Mas por quanto tempo?

A nova actualização à dashboard Xbox 360 da Microsoft adiciona "iniciar para o disco" e ajusta visualmente os gamercards. Mas funcionalidades não divulgadas são as novas medidas anti-pirataria para os Call of Duty Modern Warfare 2 e Black Ops, e Halo: Reach.

Em Novembro falámos sobre como a dashboard Kinect bloqueava os piratas de jogos como Fable III e Need for Speed: Hot Pursuit. Os discos receberam novo código que iria ser procurado quando o jogo era colocado dentro de uma Xbox 360. Jogos copiados ou pirateados eram cópias imperfeitas do original, e a falta deste novo codificação AP 2.5 prevenia-os de iniciar. Não só isso, a consola era assinalada para ser banida no Xbox Live.

Estes elementos AP 2.5 foram encontrados pela primeira vez nos discos de FIFA 09 em 2008. Na altura, o jogo não tomava completa vantagem da codificação. É agora claro que isto não foi uma experiência única, uma vez que a AP 2.5 surge agora em novos lançamentos.

A nova actualização à dashboard Xbox 360 da Microsoft força as necessárias verificações para os seus mais populares jogos online – os dois títulos Call of Duty mais recentes – Warfare 2, Black Ops – e Halo: Reach.

Isto serve dois propósitos para a Microsoft. Estes são de longe os mais populares títulos com funcionalidades Live na Xbox 360, e medidas anti-pirataria ajudam a proteger de potenciais batoteiros. Em segundo, esta é a forma mais rápida de atingir um largo número de utilizadores a usar software pirateado.

Esperem mais uma poderosa vaga de expulsões em breve.

Mas podem muito bem ser os hackers e os piratas a ter a última palavra. O último firmware para drive DVD para activar pirataria contem contra-medidas próprias, fechando a consola se um AP 2.5 for detectado e nenhuns códigos de engano estejam queimados no disco. Isto parece ter o efeito em congelar a consola antes de a consola ser assinalada para expulsão. Se este for mesmo o caso, novos lançamentos piratas dos jogos em questão com códigos AP 2.5 injectados podem contra-atacar a nova iniciativa da Microsoft.

As notícias devem agradar à Infinity Ward que recentemente criticou severamente a PS3 da Sony quebrada pelo Jailbreak pela quantidade de batotices a decorrer em Modern Warfare 2.

Sobre o Autor

Richard Leadbetter avatar

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Comentários

More Blogs

Artigos mais recentes