Skip to main content
Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Digital Foundry questiona se é válido lançar jogos na Xbox Series S sem algumas funcionalidades

Baldur's Gate 3 continua a dar que falar.

No passado dia 23 de fevereiro, a Larian Studios anunciou que Baldur's Gate 3 (lançado em outubro de 2020 para PC em acesso antecipado) chegará em agosto na sua versão final e terá lançamento na PlayStation 5. Rapidamente surgiram críticas ao estúdio pela exclusividade na consola da Sony e a equipa viu-se forçada a explicar a situação.

A equipa viu-se forçada a explicar que não se trata de exclusividade, mas uma vez que estão com problemas nas versões Xbox Series, preferem não anunciar algo até terem a certeza. A Larian deseja lançar o jogo com todas as funcionalidades e se isso não for possível, prefere não lançar.

O problema está relacionado com o modo cooperativo local em ecrã dividido e a Larian não o lançará sem isto. A equipa não consegue colocar o modo a correr com a mesma qualidade na Xbox Series X e Xbox Series S, o que está a gerar debate sobre se é possível lançar o jogo com a funcionalidade na consola mais poderosa e deixá-la de fora na Series S.

De acordo com o Digital Foundry, obrigado ao PureXbox, já estamos habituados a ver a Xbox Series S sem alguns modos gráficos ou funcionalidades visuais, como rastreio de raios, mas até agora ainda não vimos a ausência de modos de jogo. Isto leva o Digital Foundry a questionar se é aceitável lançar uma versão Series X com a funcionalidade e Series S sem a funcionalidade.

Aos 2 minutos do vídeo em baixo, John Linnman diz "estão a trabalhar numa versão Xbox de Baldur's Gate 3, não foi anunciada oficialmente, mas parece que está em produção. A atual razão pela qual não a anunciaram parece estar relacionada, de acordo com o comunicado, com a incapacidade de conseguirem colocar o modo de ecrã dividido a correr na Xbox Series S."

"Penso que em casos como este devia ser aceitável lançar uma versão Xbox Series X com a funcionalidade e deixá-la de fora da Xbox Series S."

"Prefiro ver a Xbox Series X utilizada devidamente ou pelo menos receber o jogo, do que ficar sem ele porque não conseguem colocar a funcionalidade a correr de forma aceitável noutra consola."

Richard Leadbetter acrescentou que o problema poderá estar nas políticas da própria Microsoft e não na Larian, uma vez que a Microsoft exige paridade entre funcionalidades nos jogos lançados na Xbox Series X e Xbox Series S. Isto permite apresentar modos gráficos de qualidade superior na Series X e funcionalidades gráficas que não estão na Series S, mas em termos de gameplay e modos de jogo, é exigida paridade total.

Ver no Youtube

Sign in and unlock a world of features

Get access to commenting, newsletters, and more!

Related topics
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.
Comentários