Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Criadora de batotas para Destiny 2 contra-ataca a Bungie

Diz que não pode mandar nos jogadores.

A AimJunkies decidiu responder à Bungie e solicitou um pedido ao tribunal para obter informações que apoiam a sua alegação que não infringiu direitos de autor.

A Bungie acusou a AimJunkies, fabricante de batotas para Destiny 2, que violar direitos de autor e quebrar acordos, mas o tribunal não concordou com a companhia na sua abordagem ao caso.

A Bungie foi forçada a passar mais tempo a adaptar a acusação de acordo com as deliberações do tribunal e voltou com alegações que a AimJunkies copiou e adulterou o código de Destiny 2 para fabricar as batotas.

Agora, a AimJunkies repondeu e diz que o seu software é similar às camadas da Steam e outros produtos similares, alegando que não causou qualquer dano prejudicial a Destiny 2 com a sua atividade. Segundo diz, alguns dos meses com maior número de jogadores em Destiny 2 coincidem com meses em que a companhia vendia as suas batotas.

A AimJunkies recorreu aos tribunais e efetuou o pedido legal para companhias como a Google, PayPal e Valve fornecerem informações que mostram as contradições nas alegações da Bungie. A companhia não se fica por aqui e diz mesmo que deviam estar a trabalhar com a Bungie para os ajudar a melhorar o jogo.

Segundo diz, já se ofereceram para trabalhar com a Bungie para apresentar soluções para futuras versões do jogo, mas "o seu orgulho e mentalidade de rufia não lhes permite pensar fora da caixa."

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários