Skip to main content

Criador de Vampire Survivors não entende o sucesso do jogo

"Não faço ideia, o que torna tudo muito assustador!"

Image credit: poncle

O criador do roguelike Vampire Survivors, Luca Galante, diz que “não tem ideia” de como é que o jogo indie de sobrevivência tornou-se tão popular. O jogo esteve nomeados nos The Game Awards, bateu recordes no Steam, foi o jogo mais jogado do ano por Phil Spencer e foi um verdadeiro sucesso.

Numa entrevista ao IGN, Galante afirmou o seguinte:

“Não faço ideia [do porquê do sucesso], o que torna tudo muito assustador! Desde o lançamento, tenho tentado não olhar para os números ou para o que está a acontecer online especificamente para não me empolgar muito, mantive a cabeça baixa e continuei a trabalhar no jogo e na empresa, focando quase inteiramente no feedback dos jogadores no Discord e nos fóruns do Steam."

"A única coisa que tenho certeza que fez a diferença são os nossos gestores de comunidade que fizeram e estão a fazer um trabalho incrível em manter as comunicações abertas com os jogadores!”, continua.

Galante também diz que foi “incrível” ser nomeado para os The Game Awards e falou um pouco sobre o DLC de Vampire Survivors. “Como jogador, estou absolutamente interessado na ideia de poder continuar a obter conteúdos para os jogos que amo, mas muitas vezes, hoje em dia, sinto que os DLC são projetados para monetização, e não para um bom serviço aos jogadores."

O criador de Vampire Survivors revela ainda que ficou muito feliz com o sucesso do jogo pelo facto de isto mostrar que qualquer jogo indie pode tornar-se bem sucedido e encorajar mais produtores indie.

"Digo isto por egoísmo: quero ver cada vez mais Celestes, Undertales, Powerwash Simulators, Wandersongs e Short Hikes a ganharem o destaque que merecem!”

Fonte: IGN

Lê também